Revista Pós-Venda
NotíciasTRW: “Destaque para o ressurgimento dos travões de tambor”
trw

TRW: “Destaque para o ressurgimento dos travões de tambor”

por

A TRW é um dos mais importantes player´s do mercado ao nível das peças e componentes para automóveis. Carlos Gomes, gestor de produto da TRW, fala do mercado dos componentes de travagem e das recentes oportunidades que existem neste negócio em particular.

Breve análise ao mercado de Componentes de Travagem em Portugal?
O mercado dos sistemas de travagem é caracterizado por ter muitas marcas, embora poucas tenham uma gama abrangente que cubra todos os componentes de travagem, como por exemplo peças de hidráulica.
Existem muitas marcas que, através do preço, se focam apenas nas gamas com maior taxa de substituição, descurando os restantes componentes da travagem que são igualmente importantes para a segurança dos veículos.

Como têm evoluído as vendas ao nível dos Componentes de Travagem?
Temos assistido a uma recuperação das vendas nestes componentes.

Que oportunidades existem no negócio dos Componentes de Travagem?
Ao nível das oportunidades, para além das decorrentes das novas tecnologias associadas à travagem, destaca-se o ressurgimento dos travões de tambor, que ao contrário da percepção geral, irá continuar a crescer devido à maior procura por automóveis mais pequenos, que utilizam normalmente este tipo de travões no seu eixo traseiro. Em 2011, foram montados travões de tambor em 45% dos carros novos fabricados a nível global, e estima-se que esta percentagem se mantenha acima dos 40% até 2016. De salientar também que o consumidor final começa a estar mais informado e preocupado com a sua segurança, e com as questões ambientais associadas à sua viatura. E logicamente que as marcas que oferecem produtos de mais qualidade, e menos contaminantes, são aquelas que pouco a pouco são escolhidas em detrimento de outras, que mesmo com preço mais barato, não apresentam índices de confiança tão elevados.

Em que sentido têm ido os mais recentes desenvolvimentos tecnológicos ao nível dos Componentes de Travagem?
Os sistemas de travagem têm seguido uma tendência de integração com outros sistemas. Os veículos com travão de estacionamento automático (EPB) são cada vez mais uma realidade em veículos de média gama, e tenderão a massificar-se. Em muitos veículos da gama alta assistimos já à integração do sistema de travagem com câmaras e radares na área frontal do veículo, que monitorizam e detectam os movimentos dos objectos (veículos ou pessoas) à frente do veículo, e emitem um alerta em caso risco eminente de colisão, podendo mesmo ser iniciado o processo de travagem através da redução de velocidade, caso não haja reacção por parte do condutor. Temos ainda a vertente dos veículos híbridos, que dada a sua particularidade, começam a aproveitar a energia cinética gerada na travagem para transformá-la em energia eléctrica usada depois para manter o veículo em funcionamento (conhecida como travagem regenerativa). Todos estes sistemas, uma vez que aumentam a segurança rodoviária, tendem a ser massificados e a chegar em breve ao mercado pós-venda. De referir que as pinças de travão com sistemas EPB já se encontram disponíveis no pós-venda.

Mais informaçoes em www.trwaftermarket.com/pt/

Nº de visitas: 211 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Miraflores Office Center - Rua Santa Teresa do Menino Jesus, nº 6, Escritório 7ºE. 1495 - 048 Miraflores

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Calendário de eventos

Voltar para Topo