Revista Pós-Venda
NotíciasPesadosKrautli desenvolve rede estruturada nos tacógrafos
Krautli tacógrafos

Krautli desenvolve rede estruturada nos tacógrafos

por

Desde 2014 que a Krautli tem vindo a dinamizar a rede de “Serviços Oficiais Autorizados VDO”, ao nível dos tacógrafos. Em 2015 a rede já contempla cerca de 40 aderentes.

{ TEXTO PAULO HOMEM }

Atenta ao mercado e à desestruturação de muitas empresas ligadas ao ramo do tacógrafos, decidiu a Krautli, como representante da VDO, repensar o projeto de rede de instaladores o ciais de tacógrafos VDO desde as “fundações até ao telhado”. Para esta rede de “Serviços Oficiais Autorizados VDO” os primeiros contratos começaram a ser assinados em 2015, mas o projeto que a Krautli tem vindo a trabalhar fortemente iniciou-se em 2013/2014.

“Estamos convencidos que até ao final do primeiro trimestre de 2015 serão 50 os membros da rede”, começa por referir António Costa, Service Manager da Krautli, responsável pelo desenvolvimento da rede de “Serviços Oficiais Autorizados VDO”. Atualmente são quase 40 os aderentes, num universo de 130 instaladores de tacógrafos digitais que existem em Portugal, sendo que a Krautli tem relações comerciais regulares, através da marca VDO, com 110 empresas.

Aliás, a rede de “Serviços O ciais Autorizados VDO” é apenas dinamizada para empresas que fazem precisamente a instalação de tacógrafos digitais. O importante, na leitura de António Costa, é que “estas empresas tenham a capa- cidade técnica, informática e de visão relativamente ao potencial dos tacógrafos digitais”. Num futuro a curto prazo, o objetivo da Krautli é ter cerca de 65 centos, estando presente em todas as regiões geográficas onde nesta altura a cobertura não é tão forte.

ESPECIALIZAÇÃO

Um dos pontos fortes da rede de “Serviços Oficiais Autorizados VDO” é o facto de ter formação especifica em diferentes áreas que abarcam o negócio dos tacógrafos. Telemática e análise de dados, legislação (em matéria de tempos), reciclagem anual (fazem mais formação do aquela que está na lei) e formação em novos equipamentos que sejam lançados, são algumas das mais valias de estar nesta rede, como forma de “poder antecipar para o cliente final de uma forma assertiva as potencialidades dos novos tacógrafos”, explica António Costa, dizendo que “por exemplo, um centro técnico bem atualizado consegue informar o seu cliente frotista de que o tacógrafo lhe permitirá, em determinados casos, ganhar entre 20 e 45 minutos de condução por dia, isto é, centros técnicos mais bem informados conseguem dessa forma que os seus clientes possam rentabilizar a sua operação”.

Para além destas vantagens, só os serviços o ciais é que podem dar garantias de primeiro equipamento, que os obriga a ter um stock permanente de tacógrafos para dar uma resposta rápida ao cliente, como estar sempre equipados com os equipamentos mais recentes, estando desse forma mais apetrechados com os equipamentos adequados a fazerem todo o tipo de testes.

ESTAR DENTRO DA LEI…

De acordo com a mais recente lei para os centros técnicos de tacógrafos, que entrou em vigor em março passado, os mesmos são responsabilizados a nível europeu (pelas entidades componentes locais) sobre qualquer ocorrência anormal com um tacógrafo. “O facto de estarem muito atualizados tecnicamente, garante aos serviços técnicos autorizados VDO uma boa perspetiva de futuro, pois sabem aquilo que devem ter e a forma como devem trabalhar”, explica António Costa.

… E DO FUTURO

Num futuro não muito distante, o tacógrafo digital será inteligente e terá comunicação por GPS, o que irá permitir ter uma série de dados para análise, nomeadamente na área da gestão de frotas. “É nesta área que a preparação dos serviços oficiais tem que ser bem realizada, pois os tacógrafos vão ter uma boa parte da informação necessária para a gestão de frotas sem ser necessário ter um equipamento adicional”, refere o responsável da Krautli, dizendo que “os agentes têm assim possibilidade de entrar em novas áreas de negócio que até ao momento não têm acesso”. É aqui que os “Serviços Oficiais Autorizados VDO “irão ter uma enorme vantagem na opinião de António Costa.

LIDERANÇA DE MERCADO

Atualmente existem no mercado 320 instaladores autorizados de tacógrafos analógicos, sendo que 67 fazem reparação dos mesmos. Em termos de digital, são 130 os operadores que fazem instalação, sendo que cerca de 110 trabalham com a marca VDO e, consequentemente, com a Krautli.

“Prevemos que nos próximos cinco anos sejam mais os veículos com tacógrafo digital do que com tacógrafo analógico”, refere António Costa, revelando que “as possibilidades que os tacógrafos digitais irão trazer no futuro, com uma série de novas funcionalidades, permitem-nos pensar que estamos no bom caminho no trabalho que estamos a desenvolver com a rede de Serviços Oficiais Autorizados VDO”.

 

CONTACTOS

KRAUTLI / VDO
Service Manager: António Costa
219 535 631
a.costa@krautli.pt
www.krautli.pt

_____________

Pós-Venda Pesados 1
Mais artigos da Revista PÓS-VENDA PESADOS n.º1 aqui.

 

Nº de visitas: 118 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Miraflores Office Center - Rua Santa Teresa do Menino Jesus, nº 6, Escritório 7ºE. 1495 - 048 Miraflores

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Calendário de eventos

Voltar para Topo