Revista Pós-Venda
MercadoNotíciasPeçasKrautli: Novo armazém resolve limitações (com fotos)
Armazém Krautli

Krautli: Novo armazém resolve limitações (com fotos)

por

O objetivo da Krautli Portugal é crescer, com novas marcas e linhas de produto, mas as anteriores instalações não o permitiam. Desde o início de maio o problema está resolvido e as novas instalações garantem melhores condições de trabalho e olhar para o futuro com otimismo.

A Krautli vive um momento de mudança, com a inauguração das novas instalações, onde está desde o dia 1 de maio. A apenas 1,5 quilómetros das antigas instalações de Santa Iria da Azóia, onde a empresa esteve 23 anos, instalou-se agora no Parque Industrial da Solvay, acabando com as limitações de espaço que não estavam a deixar a empresa crescer de acordo com os planos traçados. “Já há muito que tínhamos ultrapassado a capacidade máxima do nosso anterior armazém”, explica José Pires, administrador da Krautli, que nos fez uma visita guiada às novas instalações.

A Krautli tinha um armazém de 3000 m2, muito limitado pelo pé direito baixo que não permitia crescer em altura. “Chegou a um ponto que tivemos que alugar um outro armazém de 1000 m2 só para podermos receber a carga dos nossos fornecedores e nos conseguirmos mexer no nosso armazém”, recorda José Pires. Esses problemas acabaram. O novo armazém conta praticamente com 5000 m2 e, muito importante, com um pé direito de cerca de 10 metros, o que permitirá, se necessário, fazer três pisos de armazenamento.

Para já está a ser usado apenas um e a estrutura está preparada para um segundo piso. “A ideia foi deixar tudo preparado para não voltarmos a ter limitações de espaço e ter capacidade de crescimento”. Até porque, sublinha José Pires, “o nosso objetivo é crescer em gamas e também em marcas disponíveis”, o que vai acontecer depois do verão. A área principal para crescer é na mecânica, onde a Krautli chegou mais tarde, uma vez que as origens da empresa estão na parte elétrica e eletrónica, onde tem uma oferta bem estruturada. Para já, não há interesse em entrar tanto na colisão como nos pneus. “A aposta vai continuar a ser nas marcas de primeiro equipamento”.

As novas instalações deram também o mote para uma série de investimentos paralelos, que não são visíveis para fora,mas que vão permitir elevar ainda mais o nível de serviço da Krautli para os seus clientes. Um deles é o “cérebro” da operação, a sala dos servidores (sete), com um sistema de autoextinção de incêndios. Tudo para proteger os dados, essenciais ao negócio. Além disso, foi montado também um gerador e um backup da UPS para garantir que não há falhas de energia. O serviço de fibra é de dois fornecedores diferentes para garantir que,quando um falha, o outro mantém tudo a funcionar. Até porque, hoje, 60% das encomendas chegam através da webshop, pelo Krautli Cat ou até por pedidos de email.

Todo o armazém está coberto por rede wi-fi. Os softwares informáticos mantêm-se. “Aliás, são os mesmos sistemas, as mesmas pessoas e a mesma vontade de trabalhar, mas agora com outro espaço e condições”, resume José Pires. A mudança foi feita em dois fins-de-semana sendo que no último de Abril mudaram-se os serviços administrativo, técnico e de atendimento ao cliente (que agora tem um espaço bem maior e que está a ser trabalhado em termos de imagem), tendo arrancado a 100% no primeiro dia útil de maio nas novas instalações. A operação manteve sempre os níveis de serviço.

 

CURIOSIDADES

  • A primeira marca a chegar às novas instalações foi a Sachs, desde Janeiro. Como foi uma nova incorporação, na área daos amortecedores e embraiagens, foi logo para as novas instalações.
  • A zona de escritórios e de serviços administrativos, no piso de cima, inclui copa, salas de formação (a Krautli organiza 60 a 70 formações por ano), numa área de 650 m2. Ainda no piso de cima, com uma vista privilegiada para o armazém será construído um pequeno auditório para 60 a 70 pessoas onde, entre outras coisas, serão feitas apresentações de produto.
  • Há etiquetas verdes e amarelas nas prateleiras. As primeiras aguentam 250 kg e as amarelas de 150 kg. Essa simples indicação faz diferença para que as prateleiras durem mais tempo em perfeito estado de conservação.
  • A sala dos servidores é um dos ex-libris do novo armazém, com sistema de autoextinção de incêndios, com controlo de humidade e dois aparelhos de ar condicionado para manter a temperatura da sala. Tudo para proteger os dados, repartidos entre a cloud, os sete servidores e a DVSE, na Alemanha.
  • O responsável pelo armazém tem o gabinete num contentor para poder ser mudado de sítio caso seja necessário outra organização do armazém

 

NÚMEROS

5000 m2

6400 m de prateleiras

1100 – nº de paletes que cabem no espaço

650 m2 – espaço de escritórios e salas de formação

45 mil m3  – volumetria do armazém

5 – cais de cargas e descargas

40 mil – referências em stock (130 mil no sistema)

216 – cabos ligam toda a empresa aos servidores

 

Entretanto, no passado dia 25 de junho, a Krautli quis juntar alguns clientes e fornecedores num convívio para dar a conhecer as novas instalações aos seus parceiros de negócio. A PÓS-VENDA marcou presença e mostra-lhe algumas fotos do convívio:

 

 



Nº de visitas: 404 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Miraflores Office Center - Rua Santa Teresa do Menino Jesus, nº 6, Escritório 7ºE. 1495 - 048 Miraflores

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Calendário de eventos

Voltar para Topo