Revista Pós-Venda
NotíciasPneusNovo centro de distribuição Michelin aumenta capacidade logística em Portugal
michelin

Novo centro de distribuição Michelin aumenta capacidade logística em Portugal

por

A Michelin Espanha-Portugal inaugurou um novo centro de distribuição em Castilla-La Mancha com o qual se encerra o processo de reorganização da sua rede logística na península ibérica. Este armazém, que significou um investimento de 32,5 milhões de euros e tem uma capacidade de 52.000 m2, dará serviço aos clientes do Grupo de Espanha, Portugal e Andorra.

O arranque deste centro de distribuição na localidade toledana de Illescas tem o fim de melhorar o serviço para oferecer aos clientes da Michelin uma maior disponibilidade de produto, tanto em quantidade como nas referências da sua gama de pneus. Esta localidade foi eleita para acolher a nova plataforma logística pela sua excelente localização, que permite um ágil e rápido acesso à rede de infraestrutura rodoviária da península.

O novo edifício de 52.000 m2 construiu-se num tempo record de sete meses num terreno de 140.000 m2, com a possibilidade de ampliar a zona de armazenamento até aos 80.000 m2 . As quase 200 pessoas que vão trabalhar diariamente neste centro vão tratar de manter as instalações operacionais de forma permanente.

O centro de distribuição de Illescas, cujo arranque representou um investimento total de 32,5 milhões de euros, está preparado para gerir de 100 a 120 camiões trailer diários, entre receção e expedição, capazes de entregar as encomendas em 24 horas em qualquer ponto da península, graças a uma rede de 28 plataformas de redistribuição, situadas a nove horas de rota por estrada, no máximo, do novo armazém.

Com esta rede, o armazém vai poder produzir o tráfego necessário para entregar uns sete milhões de pneus anuais de mais de 3.000 referências de pneus para ligeiros, furgonetas, 4X4, camião, autocarro, moto, scooter, agricultura e engenharia civil.

Além disso, e no quadro da preocupação do Grupo pela defesa dos valores que lhe são próprios, como as pessoas e o meio ambiente, este edifício possui as melhores e mais modernas instalações de proteção contra incêndios. Em concreto, o centro conta com 7.000 aspersórios, 144 bocas de incêndio equipadas e 16 hidrantes, tudo alimentado por dois depósitos de 625 m3 cada um.

Durante o ato de inauguração, José Rebollo, Presidente da Michelin Espanha-Portugal, mostrou a sua satisfação pela construção deste novo centro: “A missão da Michelin é contribuir para o progresso da mobilidade das pessoas e mercadorias de uma forma sustentável, e queremos conseguir isto respeitando os nossos valores. Uns valores dos quais nos sentimos orgulhosos. O primeiro deles é o respeito ao cliente. Oferecer aos nossos clientes o melhor produto e o melhor serviço é o nosso primeiro objetivo. E para colaborar nos mesmos construímos este centro de distribuição”.

Por seu lado, Carlos Echanove, Diretor do Serviço ao Cliente para a Europa comentou: “Queremos que a qualidade do nosso serviço esteja à altura das exigências que nos impõe a imagem de nossa marca. O respeito ao nosso compromisso e a visibilidade do mesmo pelo cliente são os eixos fundamentais para o crescimento das nossas vendas na Europa. Para o efeito, estamos a adaptar-nos à evolução das infraestruturas, das necessidades dos nossos clientes e da conjuntura económica e social. Fruto do mesmo é este magnífico armazém de Illescas”, acresceu.

Depois de ser cortada a fita e destapada a placa comemorativa da inauguração pelo Presidente da Junta de Castilla-La Mancha, Emiliano García-Page, os assistentes ao evento percorreram as novas instalações, guiados pelo Diretor do Serviço ao Cliente da Michelin Espanha-Portugal, Manuel Olivares.

Com a abertura das novas instalações de distribuição da Michelin em Illescas conclui o projeto de reorganização logística levado a cabo para otimizar a atenção aos clientes de Espanha, Portugal e Andorra, tanto em território peninsular como em Ceuta e Melilla e nas ilhas Baleares, Canárias, Açores e Madeira. Além deste centro, que substitui os existentes em Subirats (Barcelona), Burgos e Seseña, aumentou a superfície dos armazéns da fábrica de Vitória na localidade de Araia (Álava) e da fábrica de Valladolid. O investimento total foi de cerca de 63 milhões de euros.

Um projeto de envergadura europeia

Esta instalação que se inaugura hoje insere-se num grande programa de transformação de todos os processos de serviço ao cliente da Michelin na Europa que inclui:

  • Um novo conjunto de serviços, como a oferta de serviço no próprio dia, de momento só para Madrid a sua periferia.
  • Proporcionar informação aos clientes sobre as suas encomendas, entregas próximas e track & trace das suas entregas imediatas.
  • Simplificação e modernização dos documentos de entrega e faturas.
  • Informações nas páginas web.
  • Modernização e adaptação dos sistemas de encomenda.
  • Modernização dos sistemas de programação logística.
  • Reorganização e modernização do dispositivo de plataformas e armazéns logísticos na Europa com a iniciativa denominada «Rede Logística do Futuro».

Este projeto, que nasce dos estudos realizados pelas equipas logísticas centrais do Grupo, pretende otimizar a rede logística da Europa, melhorando significativamente tanto a disponibilidade dos produtos da Michelin como a fiabilidade das entregas, concentrando o stock num número mais pequeno de armazéns.

Nº de visitas: 111 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Miraflores Office Center - Rua Santa Teresa do Menino Jesus, nº 6, Escritório 7ºE. 1495 - 048 Miraflores

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Calendário de eventos

Voltar para Topo