Revista Pós-Venda
Comercial LigeiroNotíciasOpel Corsa Van: Companheiro de trabalho
Opel Corsa Van

Opel Corsa Van: Companheiro de trabalho

por

É um comercial com ares de desportivo. Confortável, despachado e controlado nos custos, o Opel Corsa Van é uma boa opção de trabalho e o preferido em Portugal no segmento dos derivados de turismo.

{ TEXTO CLÁUDIO DELICADO FOTOS REVISTA PÓS-VENDA }

[Leia este artigo até ao fim e descarregue o PDF]

Portugal sempre foi um mercado que prestou especial atenção aos deriva- dos de turismo. A fórmula não é difícil, mas requer algum trabalho extra na linha de montagem: as janelas laterais ganham painéis, os bancos traseiros são retirados e o espaço é transformado numa zona de carga plana. Acrescenta-se a separação obrigatória entre o habitáculo e a zona de carga e está pronto. E no caso do Corsa tudo isto é feito de origem. Estes são carros perfeitos para o trabalho comercial, porque têm vantagens em termos fiscais e permite carregar mais mercadoria do que a versão “normal” do mesmo modelo. É um dois em um, em especial no caso do Corsa (o mias vendido neste sub-segmento), que mantém o estilo bem conseguido e com um toque desportivo. Renovado recentemente, apresenta-se com um visual dinâmico, herdado da versão de três portas do utilitário alemão. Visto do exterior, só a rede de separação entre passageiros e espaço de carga o denuncia. O motor é um forte argumento, tal como os custos de utilização.

O habitáculo é em tudo semelhante à versão de passageiros, ainda que esta versão tenha menos equipamento com vários equipamentos disponíveis como opção. Falamos do sistema Intellilink, que inclui a navegação e um ecrã central de grandes dimensões ou câmara de estacionamento traseira. Algo que nesta versão foi substituída por um rádio mais convencional mas com a já obrigatória ligação bluetooth. O ar condicionado é manual, mas não falta nada ao Corsa para muitas horas ao volante. Os bancos são confortáveis, ponto essencial para um uso profissional.

Baseado num utilitário, a capacidade de carga não pode ser enorme, mas serve perfeitamente um tipo de serviço muito específico e com procura em Portugal. Quanto ao que está para trás da proteção da divisória em metal, bem construída e sem ruídos parasita aparentes, a disponibilidade da zona de carga é de até 0,92 m3 (920 litros) de espaço e até 571 kg de capacidade de carga, mais 21 quilos do que na geração anterior. Se no volume fica abaixo de alguns concorrentes diretos, como Fiat Punto ou Ford Fiesta, na capacidade de carga fica acima. O espaço é razoavelmente uniforme, contando com 1.257 milímetros de comprimento e 1.264 milímetros de largura. A altura de carga é também líder na classe, com 912 milímetros.

Fácil de carregar pela bagageira baixa e ampla. As pinças DIN ajudam também a manter cargas pesadas em segurança. O tapete da bagageira em borracha e a cobertura do compartimento de carga mantém a carga segura e não visível.

MOTOR À MEDIDA

O motor diesel disponível para o Corsa Van é o 1.3 CDTi, nas versões de 75 e 95 CV. Testámos a mais potente, também ela a mais equilibra- da e que consegue até um consumo de gasóleo mais equilibrado. Ainda assim, é praticamente impossível atingir os 3,3 l/100 km anunciados pela Opel. Mas é fácil rodar na casa dos 5 l/100 km, também com a ajuda do stop&start na cidade. A caixa é manual e de apenas cinco velocidades, mas que se adapta bem ao motor, que oferece um desempenho muito bom, com binário sempre disponível e o chassis garante também uma boa resposta dinâmica em estrada. Na cidade, as manobras tornam-se simples, não só pelas dimensões do Corsa, mas também pela direção de assistência elétrica, que conta com uma função city que a torna mais leve. Em estrada volta a ganhar peso de forma progressiva, ainda que tenha um toque, por vezes, muito elétrico.

No que diz respeito à manutenção, a Opel definiu dois tipos de serviço: dois anos ou 60 mil quilómetros para intervenções maiores, e um ano ou 30 mil quilómetros para intervenções de manutenção mais comuns como troca de óleo e de filtros. O preço a pagar por esta versão é de 19.980 euros, com um equipamento muito razoável para uma utilização profissional.
corsa1 corsa2

corsa3 corsa4

FICHA TÉCNICA

– 1.3 CDTI 95 CV (190 Nm binário máximo)
– 0,92 m3 de volume de carga
– 571 kg de capacidade de carga
– 4,02 m (comp.) x 1,94 m (larg.) x 1,47 m (alt.)
– 3,3 l/100 km de consumo médio (87 g/km CO2)
– 182 km/h velocidade máxima
– 19.980€

Mais informações em www.opel.pt 
Clique aqui para fazer o download do PDF do artigo. Partilhe-o com os seus contactos e clientes e aumente a sua visibilidade.

noticias-sitePV2

 

Mais artigos da Revista PÓS-VENDA n.º2 aqui

Nº de visitas: 193 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Miraflores Office Center - Rua Santa Teresa do Menino Jesus, nº 6, Escritório 7ºE. 1495 - 048 Miraflores

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Calendário de eventos

Voltar para Topo