Revista Pós-Venda
NotíciasPesadosDossier autocarros: Joaquim Miranda, da CaetanoBus, “O segmento onde temos maior penetração a nível nacional é o turismo”
CaetanoBus

Dossier autocarros: Joaquim Miranda, da CaetanoBus, “O segmento onde temos maior penetração a nível nacional é o turismo”

por

Em entrevista à Pós-Venda, Joaquim Miranda, da CaetanoBus, faz uma análise ao pós-venda para o setor dos autocarros em Portugal e à posição e oferta da CaetanoBus neste mercado.

Qual a sua opinião sobre a evolução do mercado de autocarros em Portugal?

Nos últimos anos o mercado de autocarros em Portugal foi afetado pela conjuntura económica do país, caraterizando-se por ciclos de renovação de frotas muito longos. Basta olhar para os principais indicadores deste setor. Desde logo, a idade média do parque de autocarros em Portugal é de 14,3 anos, um valor que se aproxima ao fim do ciclo de vida de uma viatura. O envelhecimento do parque por força da restrição ao investimento nos últimos anos, levou a uma necessidade de uma renovação e modernização das frotas pelos níveis de emissões elevados e pela idade das mesmas. Na sequência deste enquadramento, o Governo de Portugal negociou um programa de incentivos à mobilidade sustentável, que nos abre portas para a inversão deste quadro.

Quais os segmentos que mais se têm destacado no mercado? Porquê?

O segmento onde temos maior penetração a nível nacional é o de turismo, onde incluímos os grandes frotistas, assim como o segmento de transporte escolar ou serviço de transporte por parte de municípios, santas casas da misericórdia, IPSS’s e outras entidades particulares, que têm vindo a adquirir sobretudo miniautocarros.

Qual vai ser a evolução do mercado de autocarros em Portugal nos próximos anos?

O segmento de urbanos vai agora beneficiar de fundos comunitários para renovação das frotas, como referido anteriormente. A tendência será claramente a utilização de energias limpas. No segmento de urbanos elétricos, a CaetanoBus tem claramente um papel de vanguarda. Acreditamos ainda que o segmento de turismo, fruto do elevado número de quilómetros que os autocarros dos grandes frotistas percorrem e que exige uma renovação mais rápida, continuará a adquirir veículos robustos e com uma elevada capacidade de lotação, de modo a servir as suas necessidades específicas de transporte. Para além disso, o efeito da não renovação de frotas vai ter o mesmo impacto no segmento de turismo. Nesse âmbito, temos previsto o lançamento de uma nova versão do modelo Winner, o nosso autocarro de turismo, entre 2018 e 2019.

Quantos autocarros a marca vendeu em Portugal em 2017?

No primeiro semestre de 2017, a CaetanoBus vendeu 240 autocarros.

Qual o parque circulante da vossa marca em Portugal?

Desde o arranque da CaetanoBus, Fabricação de Carroçarias, S.A. em 2002, tal como a conhecemos hoje, saíram da fábrica da Empresa para o mercado nacional cerca de 2500 unidades.

Qual foi o mais recente lançamento no mercado português e suas características?

Em junho de 2016, a CaetanoBus apresentou o e.City Gold, um autocarro elétrico para serviço de transporte urbano, resultado da combinação entre a vasta experiência no desenvolvimento de autocarros urbanos com carroçarias em alumínio e a nova geração de veículos CAETANO com motores ecológicos. Este protótipo tem uma autonomia que pode chegar aos 250 quilómetros, de acordo com as necessidades de cada operador de transporte, e uma lotação até 88 passageiros. Neste momento, a Empresa está preparada para desenvolver uma gama de autocarros urbanos elétricos em diferentes comprimentos, desde um modelo com um comprimento mínimo de 9.8 metros, até um veículo com um comprimento máximo de 18.7 metros, numa versão articulada. Para além da orientação para as necessidades específicas de cada operador, este autocarro destaca-se também pelas zero emissões CO2, redução dos custos de manutenção e ausência de ruído, conferindo maior conforto quer para motoristas, quer para passageiros. O e.City Gold tem vindo a realizar vários testes reais com os principais operadores de transporte em Portugal. Até ao momento, tivemos uma apreciação muito positiva, quer dos operadores, quer dos motoristas, quer dos passageiros. Para além deste modelo, a CaetanoBus está presente no mercado nacional com o modelo iTrabus e com o Winner. O iTrabus é um miniautocarro desenvolvido com um nível de conforto e qualidade de destaque, ideal para o segmento escolar ou turístico. Este veículo tem uma capacidade para 31 lugares e diferencia-se pelos materiais interiores e pela ampla bagageira. O Winner é um autocarro concebido para o serviço de turismo, intercidades e transporte escolar. Destaca-se pelo seu conforto interior, design, robustez e qualidade dos materiais. A plataforma elevatória inserida nos degraus da porta da frente (um exclusivo CAETANO), o design inclusivo para todos os passageiros e o efeito anfiteatro obtido pelo estrado rampeado tornam este veículo totalmente diferenciador neste segmento.

Como funciona o vosso Pós-Venda (manutenção / reparação)?

A CaetanoBus possui uma oficina após-venda, sediada em Ovar. Para além disso, dispõe ainda de um serviço de assistência técnica disponível 24 horas por dia, que se traduz numa forma rápida e eficiente de dar resposta aos problemas e avarias que possam surgir nos autocarros dos nossos Clientes em qualquer ponto do país. A par disso, temos ainda uma rede de assistência após-venda subcontratada e espalhada pelo país.

Têm oficinas próprias e / ou subcontratadas?

Sim, possuímos uma oficina após-venda localizada em Ovar e oficinas subcontratadas ao longo do país.

CaetanoBus

Principais argumentos no Pós-venda?

Os principais argumentos do serviço após-venda da CaetanoBus centra-se no apoio técnico prestado e com formação especializada e conhecimento profundo dos nossos autocarros. Possuímos também um stock de peças para os produtos standard bastante considerável, e em todas as nossas unidades, fornecemos um catálogo de peças e acesso a uma plataforma Extranet para apoio técnico e aquisição de peças por via digital. Ainda no seio do após-venda, a CaetanoBus realizar inquéritos de satisfação aos seus Clientes, de modo a procedermos a uma monitorização e acompanhamento das necessidades específicas dos mesmos, sendo que as principais sugestões e propostas de melhoria dos nossos Clientes são retroalimentadas aos nossos departamentos de engenharia e produção.

Existem contratos de manutenção?

A CaetanoBus realiza contratos de manutenção com os clientes que demonstram intenção de o fazer, sobretudo os grandes frotistas, operadores urbanos e câmaras municipais.

Que especificidades existem na manutenção / reparação de autocarros?

Cada modelo tem o seu plano de manutenção característico, sendo necessário assegurar que os veículos estão em condições aptas para inspeções periódicas.

Existe disponibilidade de peças para quem pretenda fazer a manutenção da sua própria frota?

Sim, a CaetanoBus dispõe de um stock nesse âmbito, como já referido.

Como é que as novas tecnológicas (novos sistemas de propulsão) afetam o negócio do Pós-venda nos Autocarros?

Os novos sistemas de propulsão vão simplificar os processos após-venda na medida em que será possível monitorizar o estado da viatura à distância, sendo muito mais rápido o nosso diagnóstico e apoio imediato através da informação disponibilizada diretamente do veículo aos nossos centros de após-venda.

CaetanoBus

 

Nº de visitas: 104 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Rua do Sol, 8-A, Vila Fria, 2740-166 Porto Salvo

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Voltar para Topo
Shares