Ver todas

Back

Filicril: Três décadas de proximidade ao cliente

18 Fevereiro, 2021
658 Visualizações

A comemorar 30 anos, a grande maioria deles dedicada ao retalho de tintas, a Filicril pretende cada vez mais impor os seus valores de transparência, honestidade, justiça, competência e rigor.

TEXTO PAULO HOMEM

A história da Filicril é bem mais longa que a dos seus 30 anos e ocuparia muitas páginas para a escrever. Esteve ligada aos móveis, aos cobres e à construção civil, mas por muitos imperativos de mercado e da empresa em si, foi deixando alguns desses negócios para se dedicar cada vez mais à área da repintura automóvel. Em determinado momento a empresa fica como distribuidor e agente para o distrito de Viseu das marcas do Grupo Akzo Nobel (Sikkens e Lesonal), o que veio reforçar a presença da Filicril, desde então até aos nossos dias, como empresa dedicada ao comércio de tintas, produtos e equipamentos para a repintura automóvel.

Do ponto de vista operacional a Filicril tem a sua sede e armazém em Viseu, com balcão aberto ao cliente, mas a principal atividade comercial é realizada em visitas de rotina aos clientes através de uma equipa técnico-comercial. “Temos rotas semanais bem definidas, que os clientes já conhecem, pelo que os pedidos são feitos previamente para depois serem entregues nos dias programados pelos nossos colaboradores”, explica Lino Pereira, Sócio da Filicril. Nestes percursos são visitados clientes sobretudo do ramo automóvel (oficinas), mas também algumas empresas de metalomecânica e ainda alguns clientes da indústria e carpintarias. “O ramo automóvel tem um peso muito grande na nossa atividade. É nele que vamos continuar a apostar muito, até porque trabalhamos com marcas de topo neste setor, como é o caso da Akzo Nobel, através das tintas Sikkens”, afirma o sócio da empresa de Viseu, dizendo, porém, que pretende que a sua empresa cresça um pouco pela área industrial, precisamente porque a Akzo Nobel também tem produtos para essa área. Aliás, grande parte da estratégia comercial da Filicril está assente precisamente na Akzo Nobel e na qualidade dos seus produtos, reforçando Gabriela Pereira, gerente da empresa que “é esse caminho que temos que seguir. Muitas vezes os produtos da Akzo Nobel são o barómetro e nós temos que aproveitar a mais-valia junto dos nossos clientes atuais e futuros”.

Na área da repintura automóvel a aposta é na marca Sikkens, através da gama AutoWave 2.0 e na marca DynaCoat com a gama Basecoat Waterborne, cada uma com o seu posicionamento, que “nos permite trabalhar em todos os segmentos de mercado, isto é, desde as oficinas dos concessionários das marcas de automóveis até às oficinas independentes”, refere Lino Pereira, acrescentando que “mesmo nos betumes, aparelhos, vernizes, entre outros produtos para além da tinta, trabalhamos com a marca Akzo Nobel, e conseguimos ser muito competitivos concorrendo com muito produto de linha branca e de inferior qualidade face aos nossos”. Neste processo, a Filicril dispõe de uma ferramenta essencial: Automatchic Vision para controlo e identificação de cor.

Se a Akzo Nobel é a bandeira da Filicril, a empresa de Viseu tem ainda outras apostas importantes, como a 3M e a Indasa, para além de ferramentas e equipamentos, a Filicril oferece “tudo aquilo que uma oficina precisa para o seu trabalho ao nível da repintura… basta que exista a necessidade da oficina, nós fornecemos”, refere Gabriela Pereira. Uma outra vantagem da empresa de Viseu, de acordo com os seus responsáveis, é já a credibilidade que a Filicril tem no mercado, quer no que diz respeito à relação com os fornecedores, quer com os clientes. “Olhamos sempre para o cliente como um parceiro, que faz parte de uma corrente de negócio e de uma ideia que fazemos questão de partilhar com eles”, revela Gabriela Pereira, mesmo reconhecendo que “existem sempre muitas dificuldades em gerir a relação com o cliente, pois cada cliente é o cliente, mas o nosso trunfo é que colocamos também muita honestidade naquilo que fazemos”. Estando a Filicril associada à Akzo Nobel, 3M e Indasa, bem como a outros fornecedores, a formação é um aspeto muito importante para a empresa de Viseu como para os seus clientes. “Fazemos muita formação interna como apostamos na formação dos nossos clientes oficinais. A área da repintura é das mais complexas do setor automóvel e que exige cada vez mais formação para se obter um bom resultado final. Por isso investimos muito na formação, para que se olhe cada vez mais para a rentabilidade dos produtos e não para o preço dos mesmos”, explica Lino Pereira.

Um dos projetos que está em mente, por ocasião dos 30 anos da Filicril, é a remodelação
das instalações, de modo a investir (entre outras coisas) num balcão mais “técnico”, para os profissionais, mas também mais apto para o cliente ocasional, que aparece cada vez mais. Quanto ao futuro, Lino Pereira diz que “apesar dos enormes desafios que hoje se colocam”, a Filicril “quer manter-se como uma casa organizada, credível e que garanta qualidade dos produtos e serviços aos seus clientes”.

Filicril
Viseu
Lino Pereira / Gabriela Pereira
232 470 310
geral@filicril.pt
www.filicril.pt

Artigo publicado na Revista Pós-Venda n.º 59 de agosto de 2020. Consulte aqui a edição.

PALAVRAS-CHAVE