Ver todas

Back

MAN apresenta nova geração de caixas de velocidades EcoLife

20 Novembro, 2020
316 Visualizações

A MAN acaba de apresentar a nova geração de caixas de velocidades automáticas EcoLife 2 lançadas para autocarros urbanos e interurbanos da marca.

Seguir-se-á, num futuro próximo, uma versão EcoLife 2 do MAN Lion’s Coach, Neoplan Tourliner e Neoplan Cityliner. Segundo a MAN, as novas caixas de velocidades possuem vantagens significativas em termos de eficiência devido à otimização do hardware e redução da velocidade. Indica também que o EcoLife 2 tem um impacto positivo no sistema MAN EfficientHybrid graças à função stop/start automático.

As novas caixas de velocidades estarão disponíveis para todos os modelos do novo MAN Lion’s City que apresentam os motores diesel de 9 litros da nova série D15 com as suas fases de potência de 280 cv (206 kW) a 360 cv (265 kW), ou os motores de 280 cv (206 kW) e 320 cv (235 kW), motor a gás natural E18 de 9,5 litros, que também foi recentemente desenvolvido. Ambas as variantes estão, evidentemente, equipadas com o MAN EfficientHybrid, incluindo a função stop/start. O autocarro interurbano “MAN Lion’s Intercity”, que agora também está disponível com o novo motor D15 e as suas três fases de potência de 280 cv (206 kW) a 360 cv (265 kW), para além do motor D08 testado de 290 cv (213 kW), também pode ser equipado com a nova caixa de velocidades, oferecendo assim um total de quatro alternativas de caixa de velocidades.

O MAN Lion’s Chassis RR8/9 e RC2/3 (com motores D15 e D08 em cada caso) para aplicações em autocarros urbanos e interurbanos será também equipado com a nova variante de caixa de velocidades. A caixa de velocidades pode ser adaptada de forma otimizada às diferentes variantes de motores devido à capacidade da unidade de controlo da caixa de velocidades de se adaptar seletivamente às velocidades variáveis em marcha lenta sem carga e aos mapas do motor. Os autocarros MAN Lion’s Coach, Neoplan Tourliner e Neoplan Cityliner, bem como o chassis RR2/3/4/5 (motor D26) seguirão o mesmo caminho num futuro próximo sob a forma da variante EcoLife 2 Coach com binários de entrada de até 2.500 Newton metros. Consequentemente, também irão beneficiar destes novos desenvolvimentos.

A peça central da nova caixa de velocidades, porém, é a nova lógica de mudança de velocidades, que se destaca devido às suas características inteligentes. Graças ao controlador de software que está integrado na caixa de velocidades, o sistema de controlo da caixa de velocidades foi concebido para uma vida útil muito longa e dispõe de impressionantes reservas de potência para aplicações futuras. De um modo geral, a lógica de engrenagem é baseada numa nova gradação das seis engrenagens. A relação de transmissão global das engrenagens no conjunto modificado aumentou de 5,469 para 5,727. Em particular, as duas fases de overdrive cinco e seis foram concebidas para serem significativamente mais longas do que antes, o que, em conjunto com as duas relações de eixos possíveis de i = 4,56 e 5,67, leva a uma redução significativa das rotações a velocidades elevadas (cerca de 1.400 rpm a 100 km/h para o Lion’s Intercity com motor D15) e ajuda a evitar a flutuação entre a quarta e a quinta relação de transmissão à velocidade de condução da cidade. Ao reduzir a diferença da relação de transmissão da primeira para a segunda velocidade, é utilizado o efeito oposto. Desta forma, a mudança de velocidade pode ser feita mais cedo ao arrancar ou mais tarde ao abrandar – isto protege o motor, uma vez que não precisa de ser posto a uma velocidade tão elevada. O sistema de controlo inteligente e mais refinado TopoDyn Life também assegura que a topografia, o peso do veículo e todas as outras resistências de condução sejam registados inteligentemente em tempo real e integrados na complexa estratégia de mudança de velocidades.

Outro benefício é proporcionado pelo remodelado retardader com o seu desempenho de desaceleração otimizado. Em vez de ser desativado em segunda velocidade, como era anteriormente o caso, é agora desativado em primeira velocidade imediatamente acima da velocidade de marcha lenta. Da mesma forma, a embraiagem de bloqueio do conversor, que é essencial para este tipo de caixa de velocidades, não é aberta até esse ponto. Como tal, a fase de paragem sem fornecimento de combustível, que termina neste ponto, pode ser mantida até pouco antes da paragem e é portanto prolongada em cerca de dois segundos. Nos autocarros municipais com MAN EfficientHybrid, as importantes fases de recuperação que veem uma valiosa energia de desaceleração ser introduzida nos Ultracaps de armazenamento de energia, são também prolongadas no processo – uma clara vantagem em termos de eficiência.

A função EfficientRoll, também conhecida como a função “rolagem” ou “deslizamento” é outra nova característica da variante de autocarros EcoLife 2. Esta função é utilizada, por exemplo, em percursos interurbanos ou na autoestrada para fazer uso do impulso existente num declive descendente para limitar a ligação friccional entre o motor e a caixa de velocidades, conseguindo assim a maior economia de combustível possível. Para este efeito, a unidade conversor-embraiagem é aberta automaticamente sem qualquer entrada do condutor. O conversor mantém o motor ligeiramente acima da velocidade de marcha lenta, pelo que o abastecimento de combustível não é cortado por completo. Há já algum tempo que um sistema semelhante é fornecido pela caixa de velocidades automatizada de 12 velocidades da nova geração MAN TipMatic Coach, em conjunto com a sua estratégia EfficientCruise Gearshift.

PALAVRAS-CHAVE