Revista Pós-Venda
FormaçãoNotíciasPolitécnico de Leiria: Mais preparado para o mercado
ABERTURA

Politécnico de Leiria: Mais preparado para o mercado

por

Muitos dos alunos formados no Curso de Engenharia Automóvel do Instituto Politécnico de Leiria estão hoje em muitas oficinas portuguesas e estrangeiras. O recente aumento do laboratório de Engenharia Automóvel permite uma ainda maior aproximação à realidade e ao mercado.

{ TEXTO PAULO HOMEM }

O Curso de Engenharia Automóvel do Instituto Politécnico de Leiria é pioneiro e único em Portugal por ter sido desenhado de raiz desde a sua criação em1997. Logo na altura foi feito um grande investimento num laboratório dedicado a este curso, que pretendia, como é apanágio da formação deste Instituto, estar o mais próximo possível do mercado de trabalho e das suas necessidades. Norteados por estes princípios, os responsáveis pelo desenvolvimento do Curso de Engenharia Automóvel do Instituto Politécnico de Leiria (IPL) tornaram-no, por mérito próprio, uma referência nacional e mesmo internacional.

“A evolução tecnológica dos automóveis e o aumento do número de estudantes, que levou a um crescimento do grupo docente, vieram também elevar os níveis de formação, pelo que o laboratório, como estava, já não dava uma resposta satisfatória às necessidades lectivas”, começa por explicar Nuno Martinho, Coordenador do Curso de Engenharia Automóvel do IPL, justificando dessa forma o investimento feito no aumento das instalações do laboratório de Engenharia Automóvel. Atualmente existem três níveis de formação na área automóvel neste Instituto (Técnico especialista superior profissional, Licenciatura e Mestrado) com mais de 300 alunos no total, o que, só por si, revela a necessidade de ter instalações maiores.

Mas existem outras razões, como explica João Fonseca Pereira, precisamente o responsável do Laboratório de Engenharia Automóvel, dizendo que “os novos espaços laboratoriais permitirão dar continuidade ao crescente apoio necessário para a acentuada componente prática dos cursos, tanto na vertente de Tecnologia Mecânica Automóvel, como na vertente de Tecnologia Eletrónica Automóvel. O espaço terá ainda maior capacidade de dar resposta às solicitações de colaboração com entidades externas do setor automóvel, bem como a criação de condições para a realização da parte experimental necessária para o desenvolvimento de projetos de investigação”.

 

IMG_0048

 

IMG_0049

 

EM DETALHE

Esta requalificação do espaço laboratorial per- mite ter espaços próprios dedicados para a área da mecânica e a da eletrónica, dando resposta à cada vez maior “eletronização” dos veículos automóveis.

O banco de potência mudou de local, foi bastante atualizado e a informação obtida é mais rigorosa do que existia antes. Foi também investido em equipamento oficinal moderno, igual ao que se pode encontrar em qualquer oficina, que “permite aos alunos manusearam diferentes loso as de diagnóstico, o que é uma enorme mais valia”, refere João Fonseca Pereira, adiantando que “temos também novos equipamentos e ferramentas que não tínhamos anteriormente e que, no seu conjunto, garantem a possibilidade de executar muitos mais trabalhos e, dessa forma, estarmos ainda mais próximos daquilo que os alunos vão encontrar no mercado de trabalho”.

 

“O grosso dos alunos que formamos
no Politécnico de Leiria está ligado
ao setor do Pós-Venda”

 

PÓS-VENDA

Fazendo a ponte de ligação ao mercado oficinal, os dois responsáveis da IPL apontam como única lacuna a área da chapa. Diz João Fonseca Pereira que “é uma limitação que reconhecemos desde o início do curso, embora nunca tenhamos descurado ouras áreas para além da mecânica e eletrónica, onde somos mais fortes, como a pintura e a própria gestão do negócio, que vai desde a liderança de pessoas, legislação, ambiente, entre outras”.

Para exemplificar a ligação à realidade do que se faz neste curso de Engenharia Automóvel, existem diversos protocolos com algumas entidades que permitem no laboratório ou nas oficinas (ou em outras empresas do setor automóvel) “viver” situações reais. “As aulas de tecnologia automóvel são dadas num ambiente muito próximo do ambiente empresarial. Os estudantes são divididos por grupos, com 4 ou 5 pessoas, em que cada um vai desempenhar as funções que terão no mercado de trabalho real, isto é, um será o chefe de equipa, outro é responsável pela folha de obra ou pela ferramenta, tendo cada um a sua função”, revela Nuno Martinho.

O acesso que este laboratório tem às mais modernas ferramentas tecnológicas na área dos dados técnicos permite também aos alunos estarem muito próximo da realidade do setor automóvel, existindo uma unidade curricular que aborda os stocks e a componente de aftermarket e identificação de peças. São muitos os exemplos de alunos formados nesta escola que estão no mercado de trabalho no setor oficinal, até porque a taxa de empregabilidade é superior a 96%, dizendo Nuno Martinho, em jeito de conclusão, que “temos a noção que o grosso dos alunos que formamos está ligado ao setor do Pós-Venda”.

 

lab-ipl3

1.200 M2 DE LABORATÓRIO AUTOMÓVEL

O Laboratório de Engenharia Automóvel (edifício E) do Campus 2 do Instituto Politécnico de Leiria foi construído de raiz exclusivamente para o ensino da Engenharia Automóvel, possui agora cerca de 1.200 m2. O mesmo encontra-se dividido em áreas vocacionadas para as diferentes vertentes da tecnologia automóvel, com cerca de 400 m2, com destaque para a reparação de componentes mecânicos, o diagnóstico eletrónico, a zona de preparação de superfícies e pintura, a zona de instrumentação eletrónica e de simuladores de controlo eletrónico de sistemas dos veículos, o banco de potência, e uma zona para projetos e trabalhos de investigação.

Esta requalificação permitiu também a reorganização dos espaços atualmente existentes, de acordo com as necessidades pedagógicas e didáticas dos cursos. As obras de ampliação deste laboratório, para os tais 1200 m2, compreendem a criação de um novo setor com 250 m2, onde existe um espaço acusticamente isolado e especialmente dedicado ao Banco de Ensaios de Potência, com 115 m2, de gabinetes de apoio à investigação, e ainda um espaço para armazenamento de alguns equipamentos didáticos. Inclui-se ainda na obra a aquisição e a implantação de equipamento pedagógico e de investigação. Vale a pena uma visita!

Mais informações em www.ipleiria.pt

 

cabeca_facebookPV8

Mais artigos da Pós-Venda 8 aqui.

 

 

Nº de visitas: 324 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Miraflores Office Center - Rua Santa Teresa do Menino Jesus, nº 6, Escritório 7ºE. 1495 - 048 Miraflores

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Calendário de eventos

Voltar para Topo