Revista Pós-Venda
Comercial LigeiroNotíciasPrimeiro EquipamentoRenault Kangoo: Argumentos equilibrados
Renault Kangoo

Renault Kangoo: Argumentos equilibrados

por

Em dimensão é a variante mais importante da Renault Kangoo e, nesta versão de entrada, sem grandes luxos à disposição do condutor, dá prioridade à redução dos custos de utilização.

{ TEXTO CLÁUDIO DELICADO }

O Kangoo faz parte da família de quem usa veículos comerciais ligeiros no seu dia‐a‐dia profissional. Continua a ser um dos comerciais mais vendidos e não lhe falta argumentos. A unidade que vê nas fotos é a entrada de gama e usa o conhecido motor 1.5 dCi, aqui na versão de 75 CV. Preço mais baixo, custos de utilização controlados e funcionalidade garantida. E não falta uma preocupação de design, com uma frente totalmente remodelada.

São muitos os equipamentos tecnológicos disponíveis para o Kangoo mas, nesta versão de entrada de gama, com o nível Confort, os luxos cam de fora. Ainda assim, não faltam os principais elementos de conforto para quem passa muitas horas ao volante. Nomeadamente o ar condicionado manual, a ligação mãos‐livres para o telemóvel ou o rádio com entrada USB e comandos no volante. Depois temos as questões mais práticas, como os vários e amplos espaços de arrumação no habitáculo que dão uma ajuda para organizar o dia‐a‐dia. Nesta versão tem apenas dois lugares, estando disponível uma versão com um lugar central adicional.

Esta versão do Kangoo é a intermédia, já que para quem precisa de menos espaço há a versão Compact e, no sentido oposto, quem precisa de espaço extra tem a versão Maxi. Neste caso, a versão intermédia conta com 4,28 metros de comprimento. No total, o volume de carga máximo é de 3,5 m3, dentro da média do segmento. Em relação ao espaço de carga, a altura disponível é de 1,12 m, enquanto a largura é de 1,21 metros com o revestimento mínimo entre cavas das rodas e o comprimento disponível é de 1,47 metros. O acesso à zona de carga é fácil, com altura ao solo de 57 cm, o que facilita a manipulação de cargas mais pesadas. As portas traseiras abrem até um ângulo de 180o e, na lateral, conta com a ajuda da porta deslizante.

O motor desta unidade é o bem conhecido 1.5 dCi na sua versão menos potente, com 75 CV, que cumpre a norma Euro 5. Ainda assim, não se pode dizer que seja uma unidade sub‐ motorizada, lidando bem com as exigências tanto dos percursos citadinos, como em auto‐estrada, onde é mais ruidoso. A caixa manual de cinco velocidades tem um escalonamento longo para que os consumos sejam privilegiados. Mas com a carga completa aumentam as dificuldades e também os consumos. No entanto, e apesar da Renault anunciar um gasto de apenas 4,6 l/100 km, não conseguimos menos do que 5,4 l/100 km. Ainda assim, um valor de referência e que ajuda a baixar custos operacionais. Para esta alínea da poupança conta também a manutenção, programada apenas para cada 40 mil quilómetros ou dois anos.

Quanto a preços, esta versão de entrada de gama, com o nível Confort, custa 17.470 euros (13.709,59€ + 493,66€ de ISV + 3266,75€ de IVA). Esta versão tinha como opcionais portas traseiras vidradas com desembaciador e limpa‐vidros traseiros (210 euros), Pack Clim (ar condicionado manual e rádio com leitura de cheiros MP3 ‐ 770 euros) e tapete na zona de carga (80 euros). O Kangoo tem também uma versão 100% elétrica.

FICHA TÉCNICA

‐  1.5 dCi 75 CV (180 Nm binário máximo)

‐  3,5 m3 de volume de carga

‐  4,28 m (comp.) x 1,89 m (larg.) x 1,80 m (alt.)

‐  4,6 l/100 de consumo médio (119 g/km
de CO2)

‐  160 km/h de velocidade máxima

‐  17.470€ (Normal Confort) ‐ gama a partir
de 16.020€

Mais informações em www.renault.pt

IMG_0800 IMG_0788 IMG_0780

 



Nº de visitas: 181 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Miraflores Office Center - Rua Santa Teresa do Menino Jesus, nº 6, Escritório 7ºE. 1495 - 048 Miraflores

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Calendário de eventos

Voltar para Topo