Ver todas

Back

“É um cenário muito complicado a um nível global”, Tiago Domingos, Auto Delta

10 Agosto, 2022
422 Visualizações

A inflação já está a ter um grande impacto no setor do pós-venda. Tiago Domingos, da Auto Delta, explica quais as medidas que a empresa está a desenvolver para “contrariar” a escalada dos preços das peças.

Que efeito está a ter neste momento a inflação no negócio de peças auto (incluindo lubrificantes)?
O efeito da inflação é transversal a todas as áreas económicas e as peças auto não são exceção. Ainda assim, tem-se vindo a sentir um crescimento de preços já há alguns meses, paralelo ao refrear da pandemia de COVID-19 na Europa, quando ainda não tínhamos este interesse mediático.

A verdade é que à falta de matérias-primas e aos problemas logísticos evidenciados um pouco por todo o mundo, veio juntar-se o conflito na Ucrânia criando uma “tempestade perfeita” que, aliada aos apoios estatais que ainda se mantém em vigor tem proporcionado um aumento de preços sem precedentes no passado recente.

A médio prazo qual poderá ser o impacto da taxa de inflação muito alto no mercado?
Esse é um cenário muito complicado a um nível global. Efetivamente, a inflação, desde que a um nível moderado, é um sinal de vitalidade económica mas que, tendo em conta os níveis que hoje em dia se têm observado, poderá ser algo crítico para a maioria dos consumidores e empresas. Subidas elevadas atrás de subidas elevadas não são positivas para a criação de um ambiente de mercado onde qualquer um possa confiar: desde o distribuidor que pretende apostar numa marca, o retalhista que procura dar uma resposta de qualidade e competitiva na área onde está inserido, até ao mecânico que procura efetuar a reparação dos automóveis dos seus clientes a um preço interessante e que não os faça “fugir” para outros estabelecimentos de reparação automóvel.

Que medidas está a dinamizar para combater esta subida inflacionada nos preços das peças?
Estamos a desenvolver na Auto Delta uma série de medidas para combater esta inflação galopante: antecipação de compras, estudo de tabelas para identificação de oportunidades e desafios, prospeção de marcas e fornecedores que se mantenham competitivos dentro deste cenário e ainda a assunção de margens para que os aumentos de preços não se reflitam diretamente e de forma mais dura junto dos nossos parceiros comerciais.

PALAVRAS-CHAVE