Revista Pós-Venda
NotíciasEni e FCA assinam acordo para mobilidade sustentável
Fiat

Eni e FCA assinam acordo para mobilidade sustentável

por

A Eni e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) assinaram um acordo para desenvolver soluções tecnológicas conjuntas sobre a redução do CO2 produzido pelo transporte rodoviário, combinando a experiência e o conhecimento das duas empresas para reduzir as emissões.

Este acordo também detalha planos para lançar novas parcerias com universidades italianas e internacionais para criar e treinar novos projetos profissionais para o futuro.

No Palazzo Chigi em Roma, na presença do primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, o presidente-executivo da Eni, Claudio Descalzi e o presidente-executivo da FCA, Sergio Marchionne, assinaram um Memorando de Entendimento para o desenvolvimento conjunto de projectos de investigação e aplicações tecnológicas destinadas a reduzir as emissões de CO2 dos veículos de transporte rodoviário. As duas empresas, renovando o seu compromisso estratégico para um futuro com baixas emissões de carbono e em linha com a Estratégia Energética Nacional, combinam os seus respectivos conhecimentos, experiência e know-how tecnológico para reduzir significativamente o nível de emissões de CO2 do setor.

O desenvolvimento de tecnologias e materiais para absorver o gás natural – o Absorbed Natural Gas (ANG), que permitirá melhorar as tecnologias existentes ligadas ao gás natural comprimido (GNV) no setor automóvel. Esta colaboração envolverá o estudo de tecnologias e materiais absorventes que permitirão o transporte de gás comprimido (GNV) a uma pressão muito menor, reduzindo o peso dos tanques e aumentando a quilometragem.

Isso facilitaria o uso de gás comprimido (GNG) e liquefeito (GNL), bem como de metanol, que permite reduções de emissões quando é adicionado ao combustível tradicional. A Eni desenvolveu um novo tipo de combustível que contém combustíveis alternativos (15% de metanol e 5% de bioetanol) e que produz emissões mais baixas e que está atualmente a ser testado conjuntamente com a FCA.

Este novo combustível será usado por cinco veículos Fiat 500 da frota Enjoy, o serviço de partilha de automóveis da Eni, criado em parceria com a FCA, numa extensa área rodoviária para testes. O uso desta nova gasolina pode garantir uma redução de mais de 4% das emissões de CO2 (2% na fase de combustão e outros 2,3% decorrentes do ciclo de produção de combustível e devido ao componente orgânico).

Para além disso, para ampliar o uso da partilha de carro e sublinhar a versatilidade e flexibilidade do gás comprimido, a frota Enjoy será expandida para incluir as furgões Fiat Doblo no novo serviço Enjoy Cargo, a iniciar no próximo ano. Isto irá constituir o primeiro caso mundial de partilha de veículos para o transporte de mercadorias, sem a necessidade de levantar e entregar furgões de ou para um ponto fixo. 20% da frota Fiat Doblo será alimentada por metano. Terá também da colaboração com o MIT (Massachusetts Institute of Technology), de tecnologias e dispositivos para o armazenamento temporário de parte do CO2 produzido por motores de combustão interna. Com os veículos de transporte rodoviário responsáveis por cerca de 23% das emissões totais de CO2, e a participação dos veículos ligeiros a atingir cerca de 10%, iria resultar numa redução significativa das emissões de CO2 do setor dos transportes.

Para reduzir ainda mais as emissões globais de gases com efeito de estufa, as partes também confirmaram o seu interesse em avaliar novos tipos de combustível para uso em veículos existentes, sem a necessidade de mudanças mecânicas substanciais. Entre outras coisas, inclui tipos de diesel com uma maior proporção de óleos vegetais hidratados (HVO) do que agora, gasolina com maior teor de álcool, incluindo fontes renováveis e / ou resíduos, e o uso de novos aditivos “de redução de fricção”. As duas empresas concordaram em lançar e implementar novas parcerias com universidades italianas e internacionais, visando a criação e treinamento de novos perfis profissionais para o futuro.

O chefe executivo da Eni, Claudio Descalzi, afirmou: “Hoje assinamos um acordo entre duas grandes empresas deItália que partilham o compromisso com um futuro com baixos níveis de carbono. Trazendo o nosso know-how tecnológico e experiência de pesquisa junto com a FCA, com o apoio do primeiro-ministro italiano, esta é uma iniciativa importante nessa direção. É um caminho estratégico para a Eni e demonstra o nosso compromisso em várias áreas. Na área da mobilidade, a Eni já tomou várias medidas importantes, por exemplo no desenvolvimento de combustíveis ecológicos inovadores e de baixas emissões. Isso faz parte de uma estratégia integrada que varia desde a redução das emissões de CO2 em todas as nossas atividades até a promoção do gás natural como combustível fóssil limpo para servir de ponte na transição para as energias renováveis e dos testes de combustíveis verdes e alternativos para pesquisa de energia renovável. Vamos empurrar os nossos projetos inovadores com a FCA, com o objetivo de contribuir significativamente em termos de redução de emissões a curto prazo, bem como objetivos ambiciosos, embora realistas, futuros”.

O presidente-executivo da FCA, Sergio Marchionne, afirmou: “A nossa colaboração com Eni representa um grande passo em frente. Estou muito satisfeito por poder contar com o apoio do governo italiano numa fase que vê as duas empresas mais importantes da Itália a unir esforços para uma redução incisiva e permanente das emissões. Este é um objetivo partilhado que reflete um senso de responsabilidade e um compromisso com o mundo que queremos deixar às gerações futuras”.

Nº de visitas: 66 ~ Visto Hoje: 1

Tags:

Deixe uma resposta

Contactos

Rua do Sol, 8-A, Vila Fria, 2740-166 Porto Salvo

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Voltar para Topo
Shares