Ver todas

Back

“Estar num grupo é fundamental para se estar a par das últimas tendências”, Virgínia Garcia, Grupo Serca

10 Novembro, 2022
579 Visualizações

Fundado há mais de 30 anos, o Grupo Serca tem hoje uma posição de destaque no aftermarket da Península Ibérica, apostando não só na distribuição de peças, mas no serviço completo às oficinas.

O Grupo Serca foi fundado em 1987, quando 11 empresas decidiram unir forças com o objetivo de formar um grupo de distribuição de peças para veículos ligeiros. Hoje, o Grupo é composto por mais de 55 empresas na Península Ibérica. Virgínia Garcia, do Departamento Marketing do Grupo Serca, deu a conhecer à REVISTA PÓS-VENDA a forma de atuação os projetos futuros do grupo.

Como define o Grupo Serca atualmente?
O Grupo Serca Automoción é um grupo de compra com mais de 30 anos de experiência ao serviço do distribuidor de componentes automóveis e equipamento de oficina em Espanha e Portugal. O Grupo Serca tem atualmente 55 parceiros de distribuição com presença em Espanha, Portugal e Andorra, com mais de 240 pontos de venda. O Grupo Serca trabalha com marcas originais e de qualidade garantida, e também com a própria marca Serca e Textor para baterias, óleos e anticongelantes. O Grupo Serca oferece também, através da sua linha de negócio Service Next, serviços de valor acrescentado tais como formação técnica e de gestão, assistência técnica, consultoria, software de gestão, comércio eletrónico, marketing e publicidade. O Grupo é um parceiro internacional da Nexus Automotive e IDAP e tem atualmente três redes de oficinas (SPG Talleres, Profesional Plus e Nexus Auto) e mais de 1500 pontos de reparação em Espanha e Portugal.

Quais os projetos futuros do Grupo Serca?

Continuar a crescer, reforçando a posição do Grupo Serca, aumentando o número total de pontos de venda das atuais 240 lojas. Também pretendemos aumentar o número de membros das nossas várias redes de oficinas. Em 2022 queremos reforçar a nossa atenção ao cliente e adaptar-nos à nova era da digitalização. O nosso objetivo é aumentar o número de utilizadores dos nossos serviços de formação, assistência técnica e gestão, bem como Next SErtec, o programa de compras B2B com o qual pretendemos revolucionar o sector pós-venda a nível nacional e internacional. Por outro lado, o compromisso de Serca está firmemente orientado para a sustentabilidade. Estamos perante um novo paradigma de mobilidade no setor e estamos a trabalhar para alinhar objetivos com os fabricantes e tentar tornar a distribuição mais sustentável, ecológica e responsável. Estamos também a trabalhar para reforçar a posição internacional do Grupo, através da Nexus Automotive International e IDAP, e finalmente, o Congresso de Serca que terá lugar em outubro, próximo na Galiza.

Gerard Alcala
Diretor Comercial, Grupo Serca

Com que parceiros trabalha o Grupo Serca no mercado português?
Em Portugal, atualmente, o Grupo trabalha com a Mondego Peças, RPA Rui & Paulo Almeida, Sofrapa, Krautli, Bombóleo e Soulima.

Qual a importância do mercado português para o Grupo Serca?
O mercado português é uma parte fundamental da estratégia do Grupo Serca para aumentar a sua presença na Península Ibérica, tanto em termos de produtos como de serviços. Somos atualmente o grupo líder em Portugal em termos de volume de negócios, e a intenção é continuar a crescer neste mercado e responder aos desafios futuros que surjam, tanto para o distribuidor como para a oficina.

Como tem evoluído o Grupo Serca no mercado espanhol e português?
A tendência tem sido positiva, embora nos últimos tempos tenhamos sofrido uma queda no número de membros, mas reforçámos esta tendência com novas adesões e esperamos continuar a aumentar o nosso número de membros. Ao mesmo tempo, esperamosreforçar a presença da nossa rede Nexus Auto neste mercado, juntamente com a SPG Talleres e a Profesional Plus.

Tencionam crescer no mercado português através da incorporação de novos parceiros?
Sim, estamos abertos a incorporar novos parceiros para aderir à filosofia de distribuição
do Grupo Serca. O nosso objetivo é ser uma referência no mercado pós-venda em Portugal.

Como analisa a relação entre o Grupo Serca e o Grupo Nexus?
A Nexus é sem dúvida um apoio muito forte ao Grupo e dá-nos uma vantagem competitiva no mercado a nível internacional. É uma relação de colaboração/sinergia entre os dois. Por exemplo, a Nexus vai incorporar a SErtec em diferentes países da Europa e pertencendo à Nexus Automotive dá-nos uma imagem como grupo a nível internacional.

Qual a importância dos grupos de compra internacionais no mercado pós-venda atual e futuro?
Estar num grupo é fundamental para se estar a par das últimas tendências, para ser atrativo no mercado ao nível dos preços, e também para o apoio ao turbilhão de preços e aos problemas de abastecimento que o mercado está atualmente a enfrentar.

Quais são as principais tendências e desafios no mercado pós-venda e de que forma influenciam o mercado?
No que diz respeito à consolidação de empresas, este será um movimento que veremos mais nos próximos anos e que em Espanha e Portugal está a ser complicado devido ao facto de existirem muitas empresas de distribuição. Em relação aos desafios, estamos perante um setor cheio de oportunidades, em contínua mudança e inovação. Um futuro orientado para uma mobilidade mais sustentável, com o automóvel elétrico, novas formas de mobilidade e tipos de utilizadores, restrições na cadeia de abastecimento, consolidação de empresas, comércio eletrónico, entre outros.

Artigo publicado na Revista Pós-Venda n.º 82 de julho de 2022. Consulte aqui a edição.

PALAVRAS-CHAVE