Ver todas

Back

Estudo da Castrol e BP Pulse revela aceleração na transição energética

14 Junho, 2022
473 Visualizações

O estudo Switching ON the rEVolution, realizado pela Castrol e BP Pulse, revela que 97% dos executivos do setor automóvel inquiridos acreditam que podem cumprir as datas de retirada progressiva dos veículos com Motor de Combustão Interna (MCI).

O novo estudo da Castrol e da BP Pulse: Switching ON the rEVolution: The road to EV readiness for markets, carmakers and consumers agora divulgado, revela que a esmagadora maioria (97%) dos executivos do setor automóvel inquiridos acredita que as datas de retirada dos veículos com motores de combustão interna (MCI) impostas pelo governo estão a ser atingidas. Apesar disto, não existe necessariamente um caminho claro para lá chegar: apenas 40% dos inquiridos sentem que a respetiva empresa já se encontra preparada para a transição dos veículos com MCI para VE (os executivos do setor automóvel que trabalham para os fabricantes de automóveis que se dedicam exclusivamente a VE estão excluídos destes números).

O estudo conclui que os fabricantes de automóveis estão concentrados em superar estes desafios, com quase dois terços (66%) dos executivos globais do setor automóvel a afirmarem que a transição é a principal prioridade estratégica para a respetiva organização. Isto reflete-se também na forma como o investimento em Investigação e Desenvolvimento está a mudar. O estudo concluiu que, em 2015, uma média de apenas 11% das despesas de Investigação e Desenvolvimento incidiam sobre veículos totalmente elétricos, mas esta percentagem quase duplicou para 21% nos dias que correm, pelo que os executivos do setor automóvel preveem que atinja 31% em 2025, quase o triplo em 10 anos. Se os veículos híbridos também forem tidos em conta, os executivos do setor automóvel inquiridos preveem que mais de 70% das respetivas despesas em Investigação e Desenvolvimento irão incidir em VE e híbridos até 2025.

Os consumidores também estão a mudar de mentalidade, sendo que 53% dos consumidores inquiridos consideram comprar um veículo elétrico. Entre os consumidores refletidos no relatório que já fizeram a transição, 99% considerariam comprar um veículo elétrico.

Fatores que aceleram a transição

A maioria dos participantes no inquérito acredita que os governos têm um papel crucial na transição para os VE. Os objetivos de retirada progressiva de veículos com MCI determinados pelo governo são citados como sendo o principal fator que acelera a transição da indústria, de acordo com 63% dos executivos do setor automóvel presentes no estudo. As metas de zero emissões líquidas de carbono são também um fator significativo, com 57% dos executivos do setor automóvel a afirmarem que são um elemento importante.

Quando se trata de consumidores, o estudo conclui que ajudar a reduzir a poluição atmosférica nas áreas urbanas é o fator mais influente para persuadir os atuais condutores de veículos com MCI e híbridos a fazer a transição (citado como importante por 74% dos consumidores), seguido pelos custos de funcionamento mais baixos (72%) e a noção de que os VE são mais convenientes para reabastecer, uma vez que podem ser carregados em casa (importante para 70%). As preocupações com os preços também estão a registar uma queda, com mais de metade (57%) dos consumidores inquiridos convencidos de que o custo global de um VE (quando os custos de impostos, combustível e manutenção são tidos em conta, bem como o preço inicial) é inferior ao de um veículo a gasolina ou diesel equivalente.

Nicola Buck, vice-presidente sénior de marketing da bp e diretora de marketing da Castrol, afirmou: “É um momento emocionante para o setor automóvel e estamos empenhados em trabalhar com os nossos parceiros do setor para ajudar a antecipar a próxima geração de tecnologias e ajudar a acelerar a transição para os VE. O mundo dos transportes está a tornar-se elétrico e produtos como os fluidos Castrol ON para VE e as soluções de carregamento da bp pulse terão um papel importante a desempenhar.”

Obstáculos no caminho para a adoção generalizada de VE

De acordo com o estudo, a maior barreira que atrasa a transição do setor para os veículos elétricos é o elevado custo das baterias, sendo que 56% dos executivos do setor automóvel citam este facto como uma preocupação. Os seguintes obstáculos mais significativos foram a disponibilidade de infraestruturas de carregamento (43%) e a falta de conhecimentos tecnológicos (40%).

Os consumidores também estão preocupados com as infraestruturas de carregamento. Quase três quartos (74%) dos condutores de veículos não elétricos neste estudo acreditam que as infraestruturas de carregamento normal e ultrarrápido ainda não são suficientes. As preocupações com o alcance foram consideradas como o próximo maior dissuasor, com 71% dos inquiridos a acreditarem que os VE têm um alcance mais curto do que os veículos movidos a gasolina ou diesel, pelo que são inadequados para viagens longas. Além disso, apesar de a maioria concordar que o custo global da propriedade de VE é inferior ao de um automóvel a gasolina ou diesel, muitos (69%) continuam a adiar a transição por causa da sensação de um custo inicial mais elevado.

Switching ON the rEVolution

Para acelerar a transição para veículos elétricos, o setor (incluindo a Castrol e a bp pulse) precisa de trabalhar em conjunto para superar os obstáculos. Governos, fornecedores de infraestruturas, fabricantes de automóveis e fornecedores terão de colaborar estreita e eficazmente para aumentar a fiabilidade e a disponibilidade das infraestruturas de carregamento, melhorar a vida útil da bateria e a autonomia dos veículos, e reduzir o custo inicial. A Castrol está empenhada em trabalhar com parceiros industriais para acelerar a transição, de modo a fazer com que o futuro seja mais elétrico. Os fluidos Castrol ON para VE têm como objetivo aproximar o setor da superação dos desafios enfrentados ao ajudar os VE a ir mais longe, carregar mais rápido e durar mais tempo. A bp pulse está empenhada em ajudar a facilitar a mudança para VE ao construir uma rede de carregamento pública significativa, bem como produtos e serviços de carregamento fiáveis, rápidos e simples de utilizar.

Para obter mais informações e ler o estudo na íntegra, aceda a: www.castrol.pt/EVFLUIDS

PALAVRAS-CHAVE