Ver todas

Back

JCCOR: Novo posicionamento e novos negócios

20 Abril, 2021
282 Visualizações

A JCCOR que representa e distribui em Portugal a marca de tintas Kapci tem atualmente uma nova estratégia e um novo posicionamento no mercado. São muitas as novidades que estão a transformar totalmente o negócio desta empresa.

TEXTO PAULO HOMEM

Durante os primeiros anos de vida da JCCOR a empresa dedicou-se essencialmente ao retalho na área das tintas para automóveis. A diferenciação já era feita nessa época por trabalhar uma marca exclusiva, a Kapci, que a empresa adquiria ao revendedor em Espanha e que comercializa no nosso país.

O trabalho com a Kapci foi tão bem sucedido que a JCCOR passou a ser representante e distribuidor da marca egípcia para Portugal, apesar dos 8 anos que já leva de trabalho com esta representada. Esta alteração levou a JCCOR a ter um novo posicionamento no mercado, deixando de lado o retalho para passar a ser representante da marca no nosso país. Esta foi uma alteração pensada e estratégica que mudou completamente a forma da empresa trabalhar o mercado português no último ano e meio. “Foi uma decisão muito importante”, comenta Jorge Cancela, administrador da JCCOR, que revela que as compras diretamente à fabrica da sua empresa, já superam as do importador em Espanha, o que só por si demonstra a aposta feita.

Por outro lado, “esta alteração permite uma alteração nos preços, que já antes considerava competitivos, mas que se tornam ainda mais em algumas linhas de produto”, explica Jorge Cancela, dizendo que “o lançamento de novos produtos por parte da Kapci, mais sofisticados e de maior rentabilidade, a novidade que é a segunda geração de tintas aquosas e os produtos de secagem ao ar, foram muito importantes nesta fase de lançamento da marca a nível nacional”. Outra grande alteração no negócio da JCCOR foi ao nível das instalações. Com o crescimento continuo das vendas, foi necessário ter um armazém que suportasse a atividade e que logisticamente desse outra capacidade à empresa para fornecer atempadamente e sem roturas os seus clientes de retalho. “O esforço financeiro é muito grande, mas o facto de termos um bom stock é muito importante para a dinamização do nosso projeto”, refere Jorge Cancela. O novo  armazém está localizado em Vilar (Vila do Conde), revelando-se fundamental no desenvolvimento do negócio, mas também como forma de potenciar outros projetos da empresa.

Simultaneamente a JCCOR tem vindo a desenvolver a sua rede nacional de revenda, passando todos os clientes oficinais com que trabalhava para esses clientes. Neste momento só trabalhamos com revendedores, estando totalmente focados na distribuição”, assume o responsável da JCCOR , que atualmente trabalha com cerca de 20 revendedores a nível nacional (incluindo Açores e Madeira), informando que “fizemos um trabalho muito grande no último ano, incluindo 9 novos revendedores, com os quais fizemos um investimento muito grande na colocação de máquinas nas oficinas, faltando-nos apenas ter presença na região de Coimbra”.

Para apoiar o trabalho dos revendedores junto das oficinas a JCCOR dispõe de um técnico que acompanha os clientes, que se torna muito importante nesta fase em que a Kapci tem vindo a renovar a sua gama de produtos. “Em termos de qualidade dos produtos Kapci podemos rivalizar com qualquer marca de topo que está no mercado. A exigência técnica do produto e o investimento que fizemos na revenda, revela também a importância de termos um técnico para trabalhar com a revenda e com as oficinas que utilizam os nossos produtos”, explica Jorge Cancela. Para além da Kapci, que é a marca principal da JCCOR, a empresa comercializa também os produtos Ranal, numa perspetiva de complemento, Miarco (fitas) e Smirdex (abrasivos), estando para breve o lançamento de mais uma novidade, neste caso na área do detalhe automóvel, passando a empresa a operar também neste setor. “Trata-se de um segmento de mercado que tem vindo a crescer muito em Portugal e onde queremos também estar presentes já no início de 2021”, revela o responsável da empresa de Vilar, que diz ser “uma área diferente da repintura, já que os produtos são distintos, embora alguns dos nossos revendedores também já comercializem produtos de detalhe automóvel”.

A estratégia da JCCOR, tal como acontece atualmente com as marcas da repintura que representa, é ter numa marca diferenciada para o detalhe automóvel, que não seja comercializada por ninguém em Portugal nem se venda nas plataformas online, embora tenha, no entender de Jorge Cancela, “muita qualidade e que nos permite fazer um bom trabalho com a revenda, onde teremos um técnico específico para acompanhar os clientes. Com esta marca teremos também as máquinas de polir”.

Num futuro a médio prazo, a JCCOR tem já em perspetiva a mudança de instalações que permitam à empresa montar um outro projeto que passará por ter um centro de formação próprio, que garanta um ainda melhor acompanhamento técnico aos clientes. “É um projeto importante ainda mais para uma empresa como a nossa que trabalha uma marca como a Kpaci que não é europeia”, afirma o gerente da JCCOR. O crescimento constante nas vendas desde2016, e o investimento feito este ano nos novos clientes, Jorge Cancela perspetiva “que o ano de 2021 seja também ele de crescimento com os investimentos feitos recentemente, que nos  leva a ter já quase 50 máquinas instaladas no mercado”.

JCCOR
Jorge Cancela
229 600 136
geral@jccor.com.pt
www.jccor.com.pt

Artigo publicado na Revista Pós-Venda n.º 63 de dezembro 2020. Consulte aqui a edição.

PALAVRAS-CHAVE