Ver todas

Back

Lucas: “As vendas das baterias start&stop vão aumentar exponencialmente”

por Redação
17 Novembro, 2016

Na sequência do dossier de baterias publicado na edição de novembro da Revista PÓS-VENDA (leia a edição neste link), publicamos as respostas de todas as empresas. Para ler todas as respostas clique neste link.

Pela Lucas as respostas são de Pedro Diaz, director comercial da TRW Automotive Portugal, que distribui as baterias da marca em Portugal.

 

– Que análise faz do atual estado do mercado das baterias em Portugal?
Em Portugal, o mercado de baterias é muito concorrencial. Em parte por existirem muitas marcas, sendo muitas delas “próprias”. Outra razão é a constante alteração de preços influenciada pela cotação do “chumbo”.

– Qual o peso que as baterias para veículos com start&stop já tem no nosso mercado e na vossa empresa?
As baterias para veículos Start&Stop ainda tem um peso bastante pequeno no nosso negócio. Por um lado devido ao reduzido parque circulante, mas também devido à elevada durabilidade deste tipo de baterias que é ainda reforçada pelo hábito de muitos condutores de desativarem a função Start&Stop dos seus veículos. Mas, no futuro, prevemos que as vendas deste tipo de baterias venham a aumentar exponencialmente devido à penetração do “Start&Stop” no parque automóvel.

– Quais os desafios hoje para uma bateria devido à maior exigência de energia dos automóveis?
A durabilidade tendo em conta os constantes descargas devido aos sistemas Start&Stop e devido ao crescente número de equipamentos eletrónicos do automóvel. Mas também a capacidade de carga com todos os sistemas que hoje em dia “regeneram e captam” energia no automóvel e que carregam a bateria submetendo a mesma a maior “pressão” e elevadas temperaturas.

 

– Quais os desafios e problemas que o inverno traz para as baterias?
As baixas temperaturas reduzem a velocidade das reacções eletroquímicas da bateria logo menos corrente é produzida, além disso existe um maior esforço exigido pelo motor de combustão interna à bateria no arranque. O nível de humidade é também um fator importante na perda de capacidade e deterioração da bateria.

– Quais os principais erros cometidos pelas oficinas no que diz respeito às baterias e como poderiam ter mais rentabilidade com elas?
As oficinas deveriam verificar periodicamente a bateria da viatura do cliente, principalmente no início do inverno, e caso a bateria esteja fraca, informar o cliente para a substituir e desta maneira garantir um bom serviço e a satisfação do cliente.

– Quais as marcas de baterias que a vossa empresa comercializa?
Lucas e Safa.

 

Notícias relacionadas:

 

Mais informações neste link.

 

 

PALAVRAS-CHAVE