Ver todas

Back

Maioria dos transportadores não utilizam software de gestão de frotas

16 Agosto, 2021
539 Visualizações

A Continental acaba de apresentar algumas conclusões do estudo “The Connected Truck”, que avaliou a satisfação no setor de transportes com o software utilizado para a gestão de condução, veículos e operações logísticas.

Segundo este estudo, realizado pela Continental em parceria com o instituto infas, mais de um terço das empresas pesquisadas não estão a utilizar estas soluções de software para gestão da sua atividade. A percentagem de não-utilizadores – a maioria delas pequenas empresas – é mais ou menos a mesma que na pesquisa anterior, de 2016.

No caso do software, a Continental indica que o setor precisa de soluções à medida – inclusive para pequenas empresas. Uma comparação direta com o estudo anterior revela uma tendência que mostra que as empresas de logística e transporte que utilizam soluções de software estão agora mais satisfeitas, no geral. Em em particular, as empresas pesquisaram software para monitorar o comportamento dos motoristas em cerca de meio ponto melhor em uma escala de 1 a 6 do que em 2016.

Por outro lado, embora a maioria das empresas pesquisadas utilize tais softwares, muitas outras usam-no raramente ou não o usam de forma alguma. Mais de um terço – especialmente as empresas menores – são não-utilizadores.

Como no estudo anterior (2016), cerca de dois terços das empresas pesquisadas expressaram o desejo de mais funções de assistência ao motorista, e mais da metade gostaria de economizar mais combustível. Em ordem decrescente de importância, as empresas mostraram interesse em funções de maior conforto no interior, sistemas de monitorização da pressão dos pneus e sistemas para melhor comunicação com os motoristas. Além disso, a pressão dos custos continua a ser um fator importante no setor, portanto, as empresas devem economizar dinheiro onde puderem. A pressão para cortar custos e aumentar a eficiência também desempenha um papel importante quando se trata de vontade de investir por parte das empresas.

“As empresas de logística que operam pequenas frotas são igualmente afetadas pelo aumento dos custos e pressão para aumentar a eficiência”, afirmou Gilles Mabire, da Continental’s Commercial Vehicles and Services Business Unit. “Mas as pequenas empresas ainda não estão convencidas de que o software pode beneficiá-los significativamente. A indústria deve abordar esta questão e fornecer soluções à medida para estes clientes. Deve também ressaltar as vantagens de soluções existentes para empresas mais pequenas. Se estas grandes diferenças de continuarem a prevalecer, a lacuna pode crescer entre empresas grandes que fazem uso extensivo da tecnologia e as mais pequenas, com lucros decrescentes”.

Um resumo dos resultados da pesquisa pode ser encontrado neste link.

PALAVRAS-CHAVE