Ver todas

Back

Mais um passo na digitalização do processo

30 Dezembro, 2019
669 Visualizações

A PPG desvendou para a imprensa a novíssima e revolucionária máquina de mistura de tintas Moonwalk. A multinacional quis demonstrar na prática as razões e os objetivos que levaram a este importante lançamento.

Foi no seu remodelado Business Development Center, em Rubí, Barcelona, que a PPG desvendou ao vivo a sua Moonwalk. Tendo em mente que o cliente deve estar no centro do negócio, a PPG está permanentemente a avaliar as suas necessidades e a identificar problemas no processo de pintura que depois despoletam soluções.

A preparação da tinta, na maioria das oficinas, é um problema. A mistura manual não é fácil nem é precisa, traz problemas de desperdício de produto, de equivalência de cor e de gasto de tempo. É também uma atividade pouco valorizada pelos pintores, que em vez de estarem a pintar estão a perder tempo na mistura. Outro grave problema é, na generalidade das oficinas de colisão, a desordem completa que existe na sala de pintura, muitas vezes suja, desarrumada e pouco atrativa como sala de trabalho.

Foi desta análise que nasceu o projeto Moonwalk, que demorou três anos a ser desenvolvido pela PPG e por uma empresa italiana (Corob), tendo sido registada a patente. “A proposta foi desenvolver um equipamento acessível que oferece-se um rápido retorno do investimento, através de um sistema robusto, de baixa manutenção, fácil de usar e que se adaptasse às atuais embalagens da PPG e da Nexa Autocolor”, referiu Xavier Pegueroles, diretor de marketing Espanha e Portugal da PPG Ibérica, explicando que os objetivos da Moonwalk passam por “proporcionar uma alta eficácia e uma máxima correspondência de cores, otimizar o consumo de produto reduzindo os desperdícios da pintura, mas também melhor a experiência dos clientes PPG e aumentar a rentabilidade das oficinas de colisão”.

A Moonwalk é um equipamento totalmente autónomo, constituído por dispensadores (cada dispensador tem 3 patentes), uma balança móvel ultra precisa (com duas casas decimais), compatível a 100% com o ecossistema digital da PPG, uma estante dispensadora para colocação dos básicos de cor, impressora de etiquetas, sistema de leitura digital das embalagens (solução que evita erros) e um software inteligente que gere todo o equipamento. O profissional tem apenas que escolher o código de cor no monitor, colocar os dispensadores na estante (indicados pelo software), por o copo para a tinta na balança e… esperar pela mistura final.

Trata-se de um processo fácil, muito rápido (apenas 2 a 3 minutos, o que poupa cerca de 8 minutos face ao processo manual tradicional), ausente de sujidade, de erros e muito eficaz, como aliás a demonstração prática acabou por demonstrar.

“Entendemos que este equipamento é mesmo uma passo em frente ao nível da mistura de tintas, que permitirá às oficinas de colisão, entrarem numa nova era”, realça Xavier Pegueroles, explicando que “assim que as oficinas a começarem a utilizar, mas ninguém quererá voltar ao passado”.

Segundo os dados apresentados pela PPG, em termos médios, com a Moonwalk existe uma poupança de tinta na ordem dos 9% (este equipamento apenas trabalha com as linhas à base de água da PPG e da Nexa Autocolor), permite poupar entre uma a duas horas de tempo produto (variando de uma oficina com 6 ordens de reparação dia até uma oficina com 14 ordens de reparação dia), o que significa que o retorno do investimento poderá ser de um ano e seis meses (para uma oficina com 6 OR/dia) ou de apenas oito meses (para uma oficina com 14 OR/dia).

O preço deste equipamento varia entre os 18.500 euros (com 3 anos de manutenção e garantia), passa pelos 19.400 euros (se tiver aquecimento) ou pelos 21.450 euros (com 5 anos de garantia e manutenção), para terminar nos 22.500 euros (com a aquecimento e 5 anos de garantia e manutenção). No preço está ainda incluída a instalação, a formação (com um técnico da Corob e outro da PPG) e 3 anos de manutenção do Hardware (uma visita anual).

A Moonwalk estará disponível em Portugal no início de 2020.

PALAVRAS-CHAVE