Ver todas

Back

Mercado automóvel continua a registar quebras superiores a 36%

2 Novembro, 2020
690 Visualizações

Refere a ACAP em comunicado que no período de janeiro a outubro de 2020, foram colocados em circulação 143.733 novos veículos, o que representou uma diminuição homóloga de 36,3%. Mesmo assim, em outubro a quebra do mercado foi “só” de 13%.

Desta forma, Portugal continua a ter uma das maiores quedas percentuais do mercado em toda a União Europeia. Esta situação é, ainda, mais problemática porque a proposta de Orçamento de Estado apresentada pelo Governo não tem qualquer medida de estímulo à procura, no nosso sector, tal como já fizeram os Governos espanhol, francês ou italiano, segundo informa a ACAP em comunicado.

Em outubro de 2020 foram matriculados, pelos representantes legais de marca a operar em Portugal, 16.565 veículos automóveis, ou seja, menos 13% do que em igual mês do ano anterior.

Por categorias e tipos de veículos observou-se a seguinte evolução do número de unidades matriculadas no nosso país:

1. Automóveis Ligeiros de Passageiros
No décimo mês de 2020 foram matriculados em Portugal 13.679 automóveis ligeiros de passageiros novos, ou seja, menos 12,6 por cento do que no mês homólogo do ano anterior. De Janeiro a Outubro, as matrículas de veículos ligeiros de passageiros totalizaram 119.339 unidades, o que se traduziu numa variação negativa de 37,1% relativamente a período homólogo de 2019.

2. Veículos Ligeiros de Mercadorias
O mercado de ligeiros de mercadorias registou, em outubro de 2020, uma evolução desfavorável, tendo decrescido 15,1 por cento face ao mês homólogo do ano anterior, situando-se em 2.477 unidades matriculadas. Em termos acumulados, nos dez meses de 2020, o mercado atingiu 21.104 unidades, o que representou uma queda de 32,1% face ao período homólogo do ano anterior.

3. Veículos Pesados
Quanto ao mercado de veículos pesados, o qual engloba os tipos de passageiros e de mercadorias, em outubro de 2020 verificou-se uma queda de 15% em relação ao mês homólogo do ano anterior, tendo sido comercializados 409 veículos desta categoria. De janeiro a outubro de 2020 as matrículas totalizaram 3.290 unidades, o que representou também uma queda do mercado de 32,2% relativamente ao período homólogo de 2019.

PALAVRAS-CHAVE