Ver todas

Back

Nasceu a Associação Portuguesa de Operadores e Comercializadores de Mobilidade Elétrica

20 Outubro, 2021
371 Visualizações

APOCME – Associação Portuguesa de Operadores e Comercializadores de Mobilidade Elétrica – é o nome de uma entidade criada por cinco das empresas mais relevantes no panorama da mobilidade elétrica, que se aliaram-se para impulsionar o setor.

A PRIO.E, a EDP Comercial, a Galp Power, a KLC e a Mobiletric são as empresas fundadoras desta associação, com a qual querem dar resposta a uma procura significativa por este mercado (desde janeiro, já se venderam mais de 19 mil veículos elétricos em Portugal, segundo dados da UVE – Associação dos Utilizadores de Veículos Elétricos). Para responder a esta procura, os operadores de pontos de carregamento e os comercializadores de energia devem continuar a fazer crescer a rede pública e as opções de carregamento. Para isso, os processos de licenciamento devem ser cada vez mais rápidos e ágeis e as soluções para os utilizadores cada vez mais digitais e acessíveis.

A APOCME pretende promover estes valores junto do Governo e das principais entidades nacionais e internacionais, assim como aproximar-se do público em geral, proporcionando um conhecimento crescente sobre os benefícios da mobilidade elétrica nas suas várias componentes: ambientais, que se traduzem numa mobilidade sem emissões de carbono; económicas, com o custo total de propriedade de um elétrico cada vez mais baixo, face a um veículo a combustão; e fiscal, devido aos incentivos atualmente em vigor.

DECLARAÇÃO PRESIDENTE APOCME + PRIO

“Apesar de legislada em Portugal há mais de 10 anos, a mobilidade elétrica apenas entrou na fase de mercado no final de 2018. Nestes últimos três anos temos assistido a uma evolução enorme no mercado – em número de veículos e utilizadores, na dimensão da rede de carregamento e em novas soluções que facilitam a adoção deste tipo de mobilidade por novos UVE. Faz por isso todo o sentido a criação da APOCME. Pretendemos unir esforços com a indústria para um desenvolvimento sustentável da mobilidade elétrica com foco no utilizador.

A PRIO não poderia deixar de estar presente e contribuir com a experiência acumulada de mais de 10 anos nesta área de atividade.” – Carlos Ferraz, Presidente da APOCME e Responsável Mobilidade Elétrica da PRIO

DECLARAÇÃO EDPC

“Nesta fase em que vemos uma clara aceleração nesta transição para uma mobilidade mais sustentável, exige-se também uma responsabilidade acrescida a todos os intervenientes do setor, para uma implementação eficaz do modelo Mobi.e, da sua evolução e da melhor forma de potenciar esse impacto de forma positiva para os utilizadores de veículos elétricos”, declara Gonçalo Castelo Branco, diretor de Mobilidade Inteligente da EDP Comercial.

DECLARAÇÃO GALP

“Esperamos que a criação desta Associação contribua significativamente para o desenvolvimento do setor em Portugal, na medida em que procurará garantir uma convergência de ideias ao nível das empresas que mais investem neste negócio e que têm todo em interesse em criar as condições necessárias para um crescimento acelerado e sustentável da mobilidade elétrica.” – Rui Vieira, Responsável de Mobilidade Elétrica da Galp

DECLARAÇÃO KLC

“Tendo em conta o crescimento da mobilidade elétrica nos últimos anos e a evolução prevista para os próximos, penso que é útil a KLC, que opera em várias vertentes do sector, estar presente na APOCME e poder contribuir para esta transição energética” – Pedro Nunes, CEO KLC

DECLARAÇÃO MOBILETRIC

“O advento da Mobilidade Elétrica é uma das principais consequências das mudanças contemporâneas nas nossas Sociedades, impelindo a uma necessidade de dotar as infraestuturas de capacidade de serviço, quer seja carregamento, quer seja acessibilidade a elementos ou até na capacidade de planear e gerir a energia. Desta forma, a Mobiletric acredita que os desafios presentes devem ser encarados de forma individual por cada um dos agentes económicos, mas os mesmos, pela sua natureza sistémica, devem ser sujeito de reflexão do conjunto dos agentes, neste caso os Operadores de Mobilidade Elétrica. A presença na APOCME responde a essa necessidade e fazemos votos para que tal seja o pronúncio de um maior esclarecimento e benefício de todos os que participam, empresas e utilizadores”, declara João Matos Gomes, diretor-geral da Mobiletric, Lda.

PALAVRAS-CHAVE