Ver todas

Back

Rui Rijo Automóveis: Investir no futuro

4 Agosto, 2021
975 Visualizações

Historicamente virada para o comércio de automóveis usados, a Rui Rijo Automóveis é também, desde 2020, uma moderna oficina de automóveis, desenvolvida a pensar no futuro.

TEXTO PAULO HOMEM

Inauguradas há um ano, as novas instalações da Rui Rijo Automóveis são um exemplo de modernidade. Localizadas numa zona antiga do Barreiro (em total transformação), a verdade é que para dentro da enorme montra debaixo de um velho prédio, se encontra um estabelecimento completamente novo, que serve principalmente para a atividade de comércio de automóvel de usados, semi-novos e zero quilómetros, mas também para uma moderna e dedicada atividade oficinal.

Fruto das circunstâncias, mal foram inauguradas as instalações entrou-se no primeiro confinamento, que obrigou ao encerramento parcial da empresa (a oficina podia estar aberta), e após isso a zona foi encerrada para obras de requalificação até final de 2020. Mesmo com o segundo confinamento que estamos a atravessar a oficina manteve-se em funcionamento, mas Rui Rijo não se arrepende em momento algum do investimento que fez, pois os objetivos do desenvolvimento desta unidade de reparação e manutenção automóvel são outros. “Na verdade nunca quisemos comunicar que temos a oficina, pois queremos aqui escolher o tipo de cliente que nos interessa. Esta oficina foi desenvolvida com a ideia de podermos gerir melhor a nossa atividade no que diz respeito ao veículos que vendemos, embora como é óbvio está também aberta a qualquer cliente que pretenda fazer a manutenção e reparação da sua viatura seja nosso cliente ou não”, afirma Rui Rijo, gerente da empresa e profissional com muitos anos de experiência no setor.

Com esta oficina, Rui Rijo assume que “é diferente” a forma como agora lhe permite encarar o negócio de usados “pois sabemos as peças que compramos e montamos nos carros, a forma como intervencionamos os veículos, a prioridade que podemos dar a um veículo face a outro que esteja para sair, etc. Até os custos são diferentes”. Mesmo ainda não tendo os clientes oficinais que desejaria, até porque considera que“uma casa demora muito a ser construída”, para Rui Rijo o facto de ter uma oficina é também muito importante para potenciar as vendas de usados e a aumentar a confiança no cliente. “O que nos interessa é vender os automóveis e não ter problema nenhum”, assume este responsável, explicando também que a oficina acaba também por ser uma importante ferramenta de fidelização dos clientes. Ao entrar no ramo oficinal, a Rui Rijo Automóveis acabou por fazê-lo com “pés e cabeça”. O investimento feito foi numa oficina estruturada, com zonas bem definidas, bem equipada, com condições de trabalho, que “no fundo tivesse todas as condições que uma oficina deve ter, cumprindo todas as regras legais, ambientais, etc, e onde o cliente se sinta confortável”, explica Rui Rijo, assumindo que “foi um investimento pensado para o dia de amanhã”.

Apostando agora uma relação de maior proximidade com os seus fornecedores, Rui Rijo quer diversificar ainda mais a sua rede de fornecedores, também como forma de melhorar a facilidade e a rapidez  de fornecimento “até porque nem tudo na vida se rege pelo preço”, observa o mesmo responsável. Sendo uma oficina que serve a atividade da venda de veículos usados da empresa, a verdade é que os serviços que desenvolve não se relacionam apenas com o recondicionamento das viaturas. “Fazemos mecânica, carregamento de ar condicionado, parte elétrica, entre muitos outros serviços de recondicionamento automóvel. Nos pneus temos uma parceria com uma empresa vizinha, que nos envia algum serviço. Apenas não fazemos a parte da colisão”, refere Rui Rijo. Muito forte é a presença da Rui Rijo nas redes sociais e nas plataformas de venda de usados, “onde temos uma estratégia de marketing que temos seguido e que tem dado os seus frutos”, sendo que os serviços oficinais irão sendo progressivamente mais divulgados.

Consciente de que fez a melhor aposta ao investir no negócio oficinal, Rui Rijo, gerente da Rui Rijo Automóveis, refere que “já não podia viver sem isto”. Para este profissional do ramo automóvel tratou-se de um “investimento feito a pensar no futuro. Sei que não o posso rentabilizar de um dia para o outro, mas são muitas as vantagens de ter uma oficina, como a nossa, ligada ao comércio de veículos usados”. A relação entre os dois negócios (reparação e comércio) é intrínseca, mas com o investimento feito isso também foi potenciado. Por exemplo, diz Rui Rijo “a receção da oficina leva o cliente a passar também pelo stand e isso já trouxe benefícios”.

RUI RIJO AUTOMÓVEIS
Rui Rijo
Barreiro
214 045 482
geral@ruirijo.pt
www.ruirijo.pt

Artigo publicado na Revista Pós-Venda n.º 66 de março de 2021. Consulte aqui a edição.

PALAVRAS-CHAVE