Ver todas

Back

Scania anuncia descarbonização de toda a cadeia de distribuição

30 Setembro, 2022
231 Visualizações

A Scania anunciou que irá tomar medidas com o objetivo de descarbonizar toda a sua cadeia de distribuição até 2030.

Juntamente com os seus fornecedores, a Scania desenhou uma estratégia líder no setor destinada a eliminar as maiores fontes de emissões de carbono dos materiais e baterias de produção mais comuns. Através de análises de ciclos de vida, a Scania identificou quatro “pontos quentes” de emissão – baterias, aço, alumínio e ferro fundido – que, em conjunto, constituem aproximadamente 80 por cento das emissões de carbono resultantes de materiais de produção. Nos veículos elétricos, por exemplo, as baterias podem ser responsáveis por metade das emissões de fontes, enquanto nos veículos com motor de combustão, o aço apresenta a maior pegada de carbono. Por conseguinte, estes quatro pontos cruciais constituem o foco da estratégia de descarbonização da cadeia de distribuição da Scania.

O objetivo de 2030 é produzir baterias 100% verdes, 100% de aço verde, 100% de alumínio verde e 100% de ferro fundido verde. A definição de “verde” da Scania exige a eliminação das principais fontes de emissões, utilizando novas tecnologias, eletricidade verde e/ou materiais reciclados. Nas baterias, por exemplo, o acesso à energia verde na produção é decisivo. Na produção de aço plano, a substituição do carvão por hidrogénio verde é fundamental.

A estratégia e os objetivos de descarbonização da cadeia de distribuição englobam inicialmente a produção da Scania na Europa, mas serão gradualmente alargados à sua produção na China e na América Latina.

PALAVRAS-CHAVE