Ver todas

Back

Standvirtual lança plataforma de análise de dados Marketview

17 Janeiro, 2023
435 Visualizações

O Standvirtual realizou hoje, em Lisboa, o evento Alta Rotação, no qual uma série de especialistas abordaram temas que tiveram por base o negócio automóvel ao nível dos usados. A apresentação da plataforma Marketview foi o momento alto.

Um dos temas de fundo deste evento foi a componente digital associada ao negócio automóvel. Paulo Faustino, especialista em Marketing Digital, fez uma interessante palestra sobre o que as empresas devem considerar numa estratégia digital, chegando mesmo ao ponto de dizer que na sua empresa já não existem vendas feitas por telefone!!! Este especialista incentivou muito os mais de 300 profissionais presente neste evento a investir nas redes sociais de forma estruturada, com uma estratégia bem definida que de modo a obterem vendas.

Um segundo orador, foi Gaspar de D´Orey, diretor digital da Worten, que falou da estratégia da empresa no online e, sobretudo, na sua plataforma de e-commerce. Fazendo o paralelo com o setor automóvel, este profissional, acredita que o e-commerce poderá também chegar ao setor automóvel com alguma expressão, mas que ainda poderá demorar alguns anos.

Ainda na parte da manhã, foram abordados exemplos práticos de aplicação das novas tecnologias e das redes sociais nas vendas de veículos.

À tarde o principal destaque foi para os dados. Neste aspeto foi apresentado o novo serviço do Standvirtual, o MarketView, que esta empresa vai passar a disponibilizar a todos os seus clientes que estejam no negócio da venda de veículos usados.

O MarketView é o resultado de um profundo trabalho do Standvirtual, que dá aos comerciantes de automóveis, algumas métricas (dados) que lhes permitem saber que decisões devem tomar na compra e na venda dos automóveis.

O evento terminou com uma palestra de Steve Greenfield (CEO da Automotive Ventures USA e Autor do livro “Future of Automotive Retail”) que abordou precisamente o tema “O Futuro do Retalho Automóvel”.

Este profissional deixou uma série de indicações sobre o futuro do retalho, destacando-se as seguintes ideias:

– a indústria automóvel vai mudar mais nos próximos 10 anos do que mudou nos passados 100 anos;

– Menores margens de lucro nos automóveis, sobretudo nos novos;
– Haverá sempre consumidores que pretendem consumir veículos com motores a combustão interna;

– OEM com tendência de relação direta com o consumidor;

– Fabricantes pretendem cortar custos de distribuição dos veículos;

– É inevitável que a Amazon venderá veículos automóveis;

– Modelos de subscrição automóvel falharam;

– Duvidas sobre se metade dos carros vendidos daqui a 10 anos serão elétricos;
– Continuará a haver grande resistência aos elétricos;

– Não haverá carros autónomos nas próximas décadas;

– Conetividade vai trazer muitas novas oportunidades;

– Atualizações do software automóvel vão permitir poupar muito dinheiro em garantias;

– Novas competências técnicas para as oficinas são obrigatórias com os novos carros;

– Quem serão as oficinas que se conseguirão atualizar tecnicamente?

 

PALAVRAS-CHAVE