Ver todas

Back

Usados: aumentam os preços nos modelos mais procurados

7 Dezembro, 2021
569 Visualizações

De acordo com o barómetro do mercado automóvel realizado pelo Standvirtual em parceria com a ACAP, modelos como o Mercedes Classe A180, Nissan Qashqai ou Renault Clio, todos a diesel, têm visto os preços a aumentar desde maio.

O barómetro indica também que em novembro registou-se forte quebra de 21% no registo de carros usados em comparação com o mesmo mês de 2020.

O evento online contou com o contributo de Francisco Cabral (Marketing & Communication Director Grupo MCoutinho); Manuel Coutinho (CEO Grupo Motorpor); Luís Soares (Diretor Comercial e Gerente Pós-Venda Grupo Auto-Industrial); António Cavaco (Diretor Económico Estatístico da ACAP), além de Daniel Rocha (Diretor de Estudos e Planeamento do Standvirtual), Pedro Soares (Diretor Comercial do Standvirtual) e Nuno C. Branco (Diretor Geral do Standvirtual). O webinar teve como principal objetivo divulgar os números e analisar alguns dos temas mais relevantes do mercado automóvel.

Para Manuel Coutinho (CEO Grupo Motorpor), “há um movimento estrutural em que se tem de assegurar o ciclo de vida dos usados por mais tempo para que as concessões possam existir, porque a rentabilidade dos carros novos vai diminuir”. Sobre a recuperação, “Nós próprios temos uma rent-a-car e não queremos retirar carros porque não sabemos o futuro. Se em setembro de 2022 tivermos uma situação normalizada, o defleet pode ser mais intenso a partir de outubro. Os importados e a compra a particulares fazem parte da solução, há pequenas ações que podem atenuar a situação”.

Luís Soares (Diretor Comercial e Gerente Pós-Venda Grupo Auto-Industrial) refere uma mudança de mentalidade neste momento: “nos ciclos de troca, temos de olhar para o carro que recebemos como compra e não como retoma, para que possamos voltar a colocá-lo no mercado. Temos de evoluir para carros mais antigos, porque esses carros vão dar hipótese de fazermos créditos e termos manutenção nas oficinas. Temos de aproveitar o que o mercado oferece na atual situação. Vamos ter dificuldades nos próximos meses mas tudo o que fizermos vai determinar o sucesso”.

Sobre os modelos de distribuição e a digitalização, Francisco Cabral (Marketing & Communication Director Grupo MCoutinho) diz que “somos a favor da digitalização e também estamos a evoluir nesse caminho, mas somos um país com velocidades diferentes. Teremos certamente serviços para responder a novas necessidades, mas efetivamente o que sobressai é a importância do serviço ao cliente”, acrescentando que “quando as marcas puderem estar diretamente presentes no mercado, não vão ter o contacto direto e a capacidade dos nossos comerciais para costumizar e aconselhar”.

Para assistir a todo o evento basta visitar Barómetro do Mercado Automóvel – Novembro 2021 – YouTube.

PALAVRAS-CHAVE