Ver todas

Back

Webinar DPAI/ISCTE debate tendências do pós-venda automóvel

16 Setembro, 2021
236 Visualizações

A DPAI/ ACAP e o ISCTE – Executive Education, dinamizaram hoje um webinar sob o tema “Liderar a transformação do pós-venda automóvel”.

Neste evento digital, Dário Afonso (ACM), Joaquim Candeias (ACAP / DPAI e Bilstein Group) e Pedro Barros (ACAP / DPAI e Tips4y), falaram sobre algumas das principais tendências que estão a decorrer e outras que irão impactar o futuro do pós-venda automóvel, como o “Green Deal” e também a transformação digital do setor.

Dário Afonso fez uma breve contextualização do mercado. “Temos a eletrificação na ordem do dia versus um parque automóvel envelhecido em toda a Europa. Além disso, estão a surgir novos players na área da indústria automível, como é o caso da Tesla, por exemplo. Temos também novos players na área da distribuição, que não existiam até agora. A consolidação dos players na Europa também continua a acontecer e surgem novos modelos de negócio, em substituição de negócios de apenas venda de produtos. Além disso, um fator determinante é também a digitalização dos negócios e a sustentabilidade ambiental, social e económica das organizações.

Joaquim Candeias afirnou que “os grandes desafios são, essencialmente, a criação de um mercado único digital para os serviços do setor automovel. Unificar o negócio digital é extremamente importante e essencial para que a industria automóvel continue a prestar um serviço de qualidade ao consumidor final”. Referiu ainda outro tema de especial importância: a cibersegurança e o acesso aos dados.

Pedro Barros, por sua vez, referiu vários impactos “alguns a longo prazo e outros que já iniciaram. A longo prazo, temas importantes são a eletrificação e os novos conceitos de mobilidade, que terão impacto direto no número de quilómetros percorridos e porque estes veículos vão necessitar de menos manutenção. Esperamos que em 2030 o parque de elétricos oscile entre os 13% e os 16%, o que terá um impacto no pós-venda de pelo menos menos 50% na área de manutenção. Além disso, os veículos autónomos, conectados e elétricos vão também proporcionar novos modelos de negócio e a entrada de novos players no mercado.

Saiba tudo na próxima edição da Revista Pós-Venda.

PALAVRAS-CHAVE