Ver todas

Back

“2020 será marcado por progressos profundos de gama”, Joaquim Candeias, bilstein group

6 Janeiro, 2020
412 Visualizações

O ano do 15ª aniversário do bilstein group foi marcado por um crescimento moderado da atividade, mas em linha com as perspetivas da empresa. Joaquim Candeias, managing diretor do bilstein group, fala da empresa, do mercado e do que vai ser 2020.

Qual o balanço que fazem da vossa atividade em 2019?
2019 foi um ano de crescimento moderado para o bilstein group em Portugal tendo sim um ano favorável com ganhos bastante positivos a assinalar em termos de eficiência interna sobretudo na área logística e operacional. Este ano destaca-se pelo crescimento prudente e sustentado acima da média do setor que nos deixou confortáveis na posição que ocupamos tendo sido um ano com conquistas seguras e que reforçam, ainda mais, o nosso posicionamento e notoriedade no mercado e junto dos nossos clientes e parceiros.

Qual foi o facto mais marcante da vossa empresa em 2019?
Em 2019 celebrámos o 15º aniversário, tendo sido um marco bastante relevante para a empresa, para a nossa história e para todos os envolvidos desde colaboradores e clientes, a fornecedores e parceiros. Tendo em conta toda a nossa história e evolução, poder celebrar esta data é de facto um momento muito significativo, uma vez que nos apercebemos de todas as conquistas conseguidas até aqui, sem esquecer os obstáculos e as dificuldades. Tudo isto é algo que nos deixa muito orgulhosos em todo este longo percurso. Obviamente que celebrar 15 anos com este posicionamento é ainda mais positivo, sobretudo quando se trata de uma empresa saudável, com uma posição de força no mercado e distinta por parcerias tão bem-sucedidas. Apesar de outros momentos de relevo ao longo deste ano, o 15º aniversário acaba por ser o marco do ano e que demonstra bastante bem a nossa posição no aftermarket.

Qual foi na sua opinião o facto mais marcante do vosso setor em termos gerais?
Na nossa perspetiva, o aftermarket atravessou um ano de consolidação orgânica com players a saírem fortalecidos e a verem a sua posição reforçada, sobressaindo no panorama do mercado automóvel, ao passo que outros registaram um enfraquecimento assinalável. Ficaram ainda visíveis parcerias mais fortes e manifestas, com perspetivas potenciais de enorme desenvolvimento. Como temos vindo a observar, todos os anos se configuram alterações nos negócios do aftermarket e cada ano costuma ficar marcado por diversas alterações, também tendo em conta a própria conjetura económica. Todas elas devem representar sempre um desenvolvimento e uma aprendizagem para o setor e todos os players devem encetar esforços no sentido de as compreender e usufruir a partir delas. Refletindo, este foi, sem dúvida, um ano de crescimento basilar para algumas empresas e de debilidade e extenuação para tantas outras.

Quais são as perspetivas para 2020? Vai haver novos investimentos?
Tal como já é comum no bilstein group, local e mundialmente, a nossa atividade destaca-se por investimentos sucessivos e constantes em diversas áreas do nosso negócio. Essencialmente 2020 será marcado por progressos profundos de gama de modo a continuar a suportar as tendências de mercado e, sobretudo, as necessidades constantes dos nossos clientes. 2020 continuará a ser um ano de lançamento de novas referências e esperemos ultrapassar a marca das 7 252 novas referências lançadas em 2019. O ano será ainda assinalado por campanhas específicas de produto, para todas as marcas com foco em gamas relevantes para o aftermarket português. Estar perto dos nossos clientes é uma das nossas grandes prioridades, sabermos que o fazemos de forma distintiva e com contributos positivos, enche-nos de satisfação.

PALAVRAS-CHAVE