Ver todas

Back

Dossier Peças elétricas e eletrónicas: O futuro do aftermarket

14 Maio, 2021
213 Visualizações

Os componentes elétricos e eletrónicos estão cada vez mais presentes nos automóveis mais modernos, aumentando cada vez mais a improtância desta área de negócio no aftermarket.

TEXTO NÁDIA CONCEIÇÃO

A indústria automóvel e particularmente a àrea de negócio de componentes elétricos e eletrónicos, cada vez mais complexos e presentes nos veículos mais recentes está a crescer num ritmo muito rápido, ajudada pela eletrificação do parque auto e a crescente preocupação ambiental. “Atualmente, nos veículos mais modernos, dificilmente existe qualquer área sem componentes eletrónicos ou elétricos.

Este número tem vindo a crescer de forma constante e os carros tornaram-se veículos de elevada tecnologia – mais seguros, mais confortáveis, mas também mais amigos do ambiente. Estes componentes asseguram o correto funcionamento de qualquer veículo moderno”, explica Filipa Pereira, do bilstein group. Por sua vez, Robert Snider, da ASPL, refere que este crescimento da oferta “acontece devido ao surgimento no mercado de produtos e tecnologias novos e mais avançados para soluções existentes, e à adaptação dos veículos às exigências da lei”, afirma. Perante esta evolução, as marcas dedicam-se a produzir constantemente componentes elétricos e eletrónicos adaptados a todas estas novas exigências tecnológicas da indústria automovel. “Esses produtos estão a evoluir com base em novas tecnologias de movimentação utilizadas nos veículos. Aqui podemos, por exemplo, indicar  veículos com sistemas Start-Stop, nos quais operam motores de arranque reforçados em relaçãoaos mecanismos de arranque utilizados em carros com motores de combustão interna ou diesel.

Em carros híbridos, podemos ver hoje sistemas integrados de alternadores-motor de arranque, que sao responsáveis, entre outros, pela recuperação de energia durante a travagem, implementando o papel do sistema start/stop ou suportando o funcionamento do motor principal ao iniciar, aumentar a potência e acelerar. Além disso, este sistema fornece equipamentos adicionais, como direção elétrica e o sistema do ar condicionado”, acrescenta Robert Snider. No futuro, muitas das tecnologias que conhecemos atualmente tendem a sofrer ainda mais melhorias.

A evolução deste tipo de produtos, em qualidade e quantidade, poderá trazer maiores oportunidades no pós-venda para as empresas que acompanharem esta evolução pois, tendo em conta o número cada vez maior destes componentes nos novos veículos, terão um peso cada vez mais importante no aftermarket.

Leia aqui o artigo completo.

Artigo publicado na Revista Pós-Venda n.º 66 de março de 2021. Consulte aqui a edição.

PALAVRAS-CHAVE