Revista Pós-Venda
NotíciasMAN marca presença na IFAT 2018

MAN marca presença na IFAT 2018

por

A MAN está presente na IFAT 2018, a decorrer de 14 a 18 de maio em Munique, sob o mote: flexibilidade, rentabilidade, ecologia, simplicidade, eficiência e fiabilidade.

Naquela que é a principal feira mundial relacionada com gestão de águas, esgotos, resíduos e materiais em bruto, a MAN participa com uma exposição de cinco veículos ligados ao setor. Além de uma TGE, estão em exibição dois TGM e dois TGS.

Veículos em exposição 

MAN TGE

Pela primeira vez numa feira da indústria, a MAN está a exibir um veículo municipal da série TGE. Com carrinhas fechadas, carrinhas combi envidraçadas e chassis, a MAN oferece uma grande diversidade de cabines. Estão disponíveis duas distâncias entre eixos, três comprimentos de carroçaria e três alturas de tecto. Também existem opções de cabine simples ou dupla para os chassis.

Conforme a configuração, é possível uma carga máxima de 1,5 toneladas em carrinhas de 3,5 toneladas, com um volume de compartimento de carga de 18,4 m³ no máximo. O veículo de entrada da série MAN TGE tem um peso máximo de 3 toneladas, e o veículo mais pesado chega às 5,5 toneladas, com eixo traseiro com rodado duplo. Dependendo do peso total do veículo, está disponível tracção dianteira, traseira e tracção total. O motor a diesel de 4 cilindros e 1968 cm³ está disponível com quarto níveis de potência, entre os 102 CV e os 177 CV.

MAN TGM

A utilização eficiente do veículo pelas entidades municipais e nos estaleiros de construção implica que seja possível utilizar o veículo de forma flexível ao longo do ano. O MAN TGM 13.290 4×4 BL em exposição é um exemplo disto mesmo. A cabine C inclui interior em tons escuros “Urban Concrete”. O assento central com cinto de três pontos foi adicionado para garantir que o motorista pode dar boleia a mais dois colegas. Para que o MAN TGM consiga executar diversas tarefas, está equipado com uma grua. A carroçaria com plataforma intermutável com grua consegue desempenhar qualquer tarefa de transporte.

MAN TGM de três eixos

A série MAN TGM revela as suas vantagens como veículo de recolha de resíduos de três eixos no que diz respeito à capacidade de carga e à cabine. O menor número de degraus do que noutros modelos torna-se notório durante os serviços de recolha de resíduos, onde tem de se entrar e sair do veículo com frequência. A extensão da cabine C oferece à equipa 265 mm de espaço adicional, o que permite aumentar o espaço de arrumação por trás dos bancos, que pode ser utilizado para arrumar e pendurar roupa de trabalho, por exemplo.

O MAN TGM, que possui um peso máximo permitido de 26 toneladas, tem cerca de 1 tonelada de vantagem de peso em relação ao MAN TGS na recolha de resíduos. A flexibilidade da carroçaria de carga, com um volume de 22 m³, reforça ainda mais esta vantagem. O chassi MAN TGM 26.320 6×2-4 BL em exibição na IFAT 2018 tem uma distância entre eixos de 4125 mm entre o primeiro e o segundo eixo. Está ainda incluído o eixo de arraste direcional criado para uma capacidade de carga de 7.5 toneladas, e que promove a manobrabilidade em ruas com muitos carros estacionados ou nas passagens por ruas urbanas estreitas.

A possibilidade de selecionar uma caixa de velocidades automática com conversor de binário hidraulico é uma nova característica da cadeia cinemática da versão Euro 6 do MAN TGM. O fornecedor da caixa de velocidades da série 3000 é a Allison.

MAN TGS de três eixos

Os veículos de recolha de resíduos MAN TGS são muito populares. Aqui também se inclui o MAN TGS 26.360 6×2-4 BL em exibição, com montagem para carga traseira. O eixo de arraste direcional elevável com capacidade de carga de 7.5 toneladas suporta o peso da carga pesada na traseira do veículo. É frequente este tipo de veículos terem de fazer marcha-atrás até ao ponto de recolha. As restrições à marcha-atrás introduzidas em 2016 pela norma DIN 1501 têm de ser tidas em conta no carregador traseiro. Este implementa as medidas de segurança relacionadas com a utilização das plataformas traseiras em veículos de recolha de resíduos.

No veículo em exposição, a MAN apresenta vários sistemas que ajudam o motorista a ter uma vista panorâmica. O sistema de monitorização da área traseira ViSy utiliza inovadores sensores 3D para identificar as posições e movimentos de objectos por trás e próximos do veículo. Dependendo da análise do sistema, é emitido um sinal de aviso sonoro, é exibida uma mensagem de aviso no ecrã no painel de controlo, ou é iniciada a travagem de emergência, por precaução.

TGS 35.500 como veículo de quatro eixos

500 CV é a potência máxima na gama MAN TGS. A versão Euro 6 do motor de 6 cilindros com 12.4 litros de capacidade da série D26 está disponível com três níveis de potência – 420 CV, 460 CV e 500 CV. O elevado peso dos veículos, percursos exigentes ou a necessidade de obter elevada potência e binário no PTO são argumentos para a escolha da versão de 500 CV para o sector municipal e de recolha de resíduos. O sistema de aspiração, que fornece poder de sucção a veículos de aspiração, limpeza de esgotos ou drenagem de fossas, exige um binário particularmente elevado. Entre as 930 – 1350 rpm, o motor D26 de 500 CV tem um binário de 2500 Nm, que é transmitido para do PTO (fornecido pela OMSI e, a pedido do cliente, instalado entre o motor e a caixa de velocidades) para a carroçaria. Esta combinação com a transmissão automatizada da MAN TipMatic é uma novidade no MAN TGS Euro 6.

A MAN tem ainda em exposição um camião de quatro eixos com configuração 1+3, na forma do MAN TGS 35.500 8×4-4 BL. Os dois eixos centrais são de tracção, e o eixo de arraste direcional suporta 8 toneladas. O chassi é adequado para a drenagem de esgotos. Esta configuração de eixos explora as vantagens da óptima distribuição de carga por eixo, já que o volumoso dispositivo de aspiração está colocado na frente da carroçaria, ao passo que o espaço de carga para o material e bocais de sucção, com braço extensível, estão colocados sob os eixos traseiros. Outras vantagens dos veículos com 1+3 eixos são a maior manobrabilidade e menor desgaste dos pneus, em comparação com a configuração comum de dois eixos à frente e dois atrás.

MAN Truck Modification

Ajustes específicos para o setor são frequentemente necessários para tornar um chassi que sai da linha de produção da MAN num veículo para aplicações municipais. Normalmente isto inclui modificações na cabine, alterações no chassi ou o ajuste da cadeia cinemática. Com os seus Truck Modification Centres, a MAN tem mais de 30 anos de experiência a dar resposta aos pedidos dos clientes que não podem ser resolvidos na produção em massa. A vantagem para os clientes é que, juntamente com o vendedor, têm acesso a um contacto único na MAN, encarregue da modificação pedida. As modificações são realizadas de acordo com a documentação e directrizes da garantia aplicáveis aos veículos MAN, e têm a sua qualidade certificada de acordo com a norma DIN EN ISO 9001.

Nº de visitas: 20 ~ Visto Hoje: 1

Deixe uma resposta

Contactos

Rua do Sol, 8-A, Vila Fria, 2740-166 Porto Salvo

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Voltar para Topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com