Ver todas

Back

Olipes lança novo anticongelante G12++

13 Março, 2023
194 Visualizações

A Olipes disponibiliza ao aftermarket o novo anticongelante G12++, de tecnologia híbrida Si-OAT.

A marca dispõe de uma vasta gama de líquidos de refrigeração-anticongelantes biodegradáveis, como o G12+, de alta qualidade e longa duração em serviço, de aditivação 100% orgânica e livre de silicatos, que pode ser utilizado diretamente sem qualquer diluição em circuitos fechados de todo o tipo de veículos e motores, assim como também o novo G12++, que evita a deterioração prematura dos casquilhos de silicone e evita as indesejáveis fugas de fluido de refrigeração. Ambos os líquidos protegem o motor desde -37 ºC até +145 ºC durante 5 anos ou até 600.000 quilómetros percorridos por um veículo industrial.

Trata-se de líquidos de refrigeração-anticongelantes de uso direto (não necessitam de diluição) em circuitos fechados de todo o tipo de veículos e motores onde seja necessário um líquido de refrigeração de alta qualidade e longa duração em serviço, com níveis de especificação G12+ e G12++, respetivamente. São compatíveis com fluidos de tecnologias anteriores, exceto o G11, e o Olipes G12++ também é recomendado para os motores que montam originalmente fluidos G13.

A sua propriedade anticongelante garante uma proteção até -37 °C e, como líquido de refrigeração, atua eficazmente nos circuitos sob pressão, retardando até +145 °C a sua ebulição e evitando aquecimentos do motor. Os seus aditivos orgânicos de última geração protegem eficazmente contra a corrosão, tanto nos novos radiadores de alumínio e ligas de alumínio/magnésio como em ferro fundido, cobre e as suas ligas e soldadura. Além disso, impedem a cavitação, evitando a criação de espumas e a retenção do ar e facilitando o ótimo funcionamento da bomba.

Os líquidos de refrigeração-anticongelantes Olipes destacam-se pelas suas substâncias inibidoras da corrosão NAP-free, isentos de nitritos, aminas e fosfatos, além de outros componentes nocivos ou perigosos para o ecossistema como os compostos de boro e molibdatos. E a isso junta-se uma biodegradação completa em 20 dias, de acordo com um cálculo efetuado sobre o componente principal.

PALAVRAS-CHAVE