Ver todas

Back

“Perspectivamos um ano com algumas novidades”, Diogo Pereira, Standox

9 Janeiro, 2020
1072 Visualizações

A Standox faz um balanço positivo da sua atividade no ano de 2019 e pretende lançar algumas novidades durante este ano, conforme indica Diogo Pereira, Marketing Assistant da Standox.

1 – Qual o balanço que fazem da vossa actividade em 2019?
O balanço de 2019 foi positivo, mais uma vez conseguimos cumprir com os objectivos de Tintas Robbialac para o negócio da Repintura Automóvel. Não nos podemos esquecer que as Tintas Robbialac representante oficial da marca Standox em Portugal tem como actividade principal as tintas decorativas, mas ano após ano a Repintura Automóvel tem crescido e tem conseguido alcançar os seus objectivos, o que tem sido importante para a consolidação desta vertente de negócios que por sua vez permite um maior investimento e foco na vertente da Repintura Automóvel da empresa. Foi um ano, em que na nossa opinião, ganhamos quota de mercado, onde para além da manutenção conseguimos captar novos clientes, um ano onde conseguimos ter uma presença mais assídua na imprensa especializada, o que a nosso ver é sempre importante na medida em que conseguimos estar mais próximos do mercado e reforçar o posicionamento Premium da Marca.

2 – Qual foi o facto mais marcante da vossa empresa em 2019?
Foram muitos momentos importantes ao longo de 2019, mas destacamos a convenção realizada em Junho. Há cinco anos que não fazíamos algo do género e tivemos a oportunidade de em 2019 reunir a nossa rede de distribuição que compareceu em força, assim como a presença dos responsáveis da Axalta e juntos apresentamos a visão e o plano da marca para os próximos três anos, não só a nível de produto mas também de pacotes de serviços que permitem às oficinas e aos clientes finais ter uma maior rentabilidade. Temos a consciência que os distribuidores são players fundamentais em termos de promoção, divulgação e serviço pós-venda para os clientes, pelo que este tipo de iniciativas é bastante importante, e é algo que pretendemos manter, se não anualmente, pelo menos, de dois em dois anos, porque é fundamental estar com os nossos parceiros.

3 – Qual foi na sua opinião o facto mais marcante do vosso sector em termos gerais?
É indiscutível que um dos temas mais marcantes do sector da repintura automóvel é a escassez de mão-de-obra especializada, algo que foi bastante falado e discutido em 2019 e um tema certamente que se prolongará para o presente ano. Mas na nossa opinião, um dos factores igualmente marcantes, tem sido a preocupação por parte dos clientes finais, por produtos que requerem um baixo consumo de energia e que permitem uma economização oficinal, com poupanças de tempo, energia e material. Foi um ano, onde se realizaram bastantes conversões, para o mais recente sistema base bicamada, o Standoblue, sistema ideal para melhorar a eficiência e desempenho, na medida em que foi desenhado para minimizar etapas e distracções. Outra questão igualmente importante tem sido a digitalização da cor, que foi e continuará a ser um tópico marcante no sector, actualmente quando se fala em colorística é inevitável falar do digital e das novas soluções de gestão de cor de última geração, desde o software Standowin IQ, que permite que todos os intervenientes no processo trabalhem com mais segurança, mais eficiência e de forma mais simples, ao espectrofotómetro, ferramenta ideal e a nosso ver “obrigatória” numa oficina de referência. Temos a noção que as oficinas decidem a velocidade com a qual avançam no processo de digitalização, mas temos a consciência que as soluções da gestão digital da cor da Standox respondem as necessidades dos clientes e permitem desenvolver e evoluir os seus negócios para o futuro, passo a passo.

4 – Quais são as perspectivas para 2020? Vai haver novos investimentos?
Para 2020 pretendemos manter o crescimento gradual e sustentado que temos vindo a conseguir nos anos anteriores. Perspectivamos, um ano, com algumas novidades, quer a
nível de lançamento de produtos, no desenvolvimento de novos projectos, na manutenção da aposta na formação dos nossos clientes, parceiros etc.

PALAVRAS-CHAVE