Revista Pós-Venda
NotíciasZF aumenta vendas e investe em soluções de mobilidade
ZF

ZF aumenta vendas e investe em soluções de mobilidade

por

A ZF Friedrichshafen AG aumentou as vendas durante o ano fiscal de 2018. As vendas do Grupo aumentaram em aproximadamente 6%, chegando a 36,9 mil milhões de euros, sendo que no ano anterior foram de 36,4 mil milhões de euros.

O EBIT ajustado totalizou 2,1 mil milhões de euros, com ano anterior em 2,3 mil milhões de euros. A margem EBIT ajustada foi de 5,6% – ano anterior: 6,4%. No final de dezembro, a ZF empregava 148.969 colaboradores em todo o mundo, sendo que no ano anterior eram 146.148. Com sua estratégia “Next Generation Mobility”, a ZF procura oferecer às pessoas uma mobilidade segura, limpa e acessível.

Para continuar com a sua liderança em tecnologia, a ZF aumentou os seus investimentos em investigação e desenvolvimento (I&D), em 2018, em mais 11%. Ajustada devido a mudanças contábeis, a ZF investiu um total de 2,5 mil milhões de euros em I&D, sendo que no ano anterior foram 2,2 mil milhões de euros. Isso corresponde a uma relação de custo de 6,7%.

Mobilidade

No crescente setor de “Mobilidade e Transporte como Serviço”, a ZF está a criar novos produtos de mobilidade, como o e.GO People Mover. Este minibus movido a eletricidade, que contará com recursos para condução autónoma no futuro, será colocado em circulação nas primeiras frotas de testes em Aachen e Friedrichshafen, Alemanha, nos próximos meses. Há algumas semanas, a ZF também anunciou a participação maioritária na 2getthere, um fornecedor holandês de sistemas elétricos e autónomos de transporte de passageiros. Os veículos conduzidos automaticamente da 2getthere já transportaram mais de 14 milhões de passageiros em várias cidades grandes, portos e aeroportos em todo o mundo – de forma totalmente elétrica, fiável e rentável. Esta longa experiência significa que a disponibilidade de sistemas de mobilidade da 2getthere está acima de 99,7%.

Transmissões híbridas

Além de novas soluções de mobilidade, a ZF também está a desenvolver o seu portfólio de produtos já estabelecidos com sucesso, como por exemplo a transmissão automática de 8 velocidades para automóveis ligeiros – principalmente através da eletrificação. Na semana passada, a ZF assinou um contrato de fornecimento com a BMW AG para a sua transmissão automática otimizada de 8 velocidades, incluindo uma variante híbrida. O contrato de longo prazo é o maior para transmissões automáticas na história da empresa, confirmando a importância da tecnologia híbrida para a futura mobilidade individual.

A transmissão elétrica central para veículos ligeiros da ZF terá a sua produção iniciada ainda este ano. Há também uma forte procura para os eixos elétricos tipo portal para autocarros urbanos que já estão estabelecidos com sucesso no mercado. Prova disso é que a ZF obteve vários novos pedidos de fabricantes de autocarros. “A ZF tornou os autocarros elétricos comercializáveis na Europa”, disse Scheider.

Aquisição da WABCO

Na semana passada, a ZF anunciou a aquisição da WABCO – um fornecedor líder global de sistemas de controlo de travagem, tecnologias e serviços para a melhoria da segurança, eficiência para camiões, autocarros e reboques – por US$ 136,50 por ação. Isso corresponde a um valor total de cerca de US$ 7 mil milhões. Está previsto que a aquisição seja concluída no início do ano que vem e tornará a ZF menos dependente, a longo prazo, dos ciclos do mercado de veículos de passageiros. A WABCO emprega cerca de 16.000 pessoas em todo o mundo e apresentou vendas de 3,2 mil milhões de euros no ano passado.

Mudanças estruturais

Para responder mais rapidamente e de forma mais direta às diferentes necessidades do mercado, a ZF introduziu um sistema operacional duplo, que suporta várias velocidades e modelos de organização. Neste processo, a Divisão de Tecnologia de Segurança Ativa e Passiva será dividida em três áreas: Sistemas de Segurança Passiva, Sistemas de Segurança Ativa e Sistemas Eletrónicos e Avançados de Assistência ao Condutor (ADAS). A estas serão adicionados centros de projeto e de sistemas, que conduzem tópicos que atravessam todas as divisões, como a condução autónoma ou a eletromobilidade. “Essas novas estruturas e processos simplificam as nossas hierarquias e complexidade. Podemos reagir mais rapidamente e servir ainda melhor os nossos clientes”, disse Scheider.

Desenvolvimento económico 

Com um resultado de 36,9 mil milhões de euros, sendo o ano anterior de 36,4 mil milhões de euros, a ZF ultrapassou a previsão de vendas do início do ano passado, de 36,5 mil milhões de euros. Comparadas a 2017, as vendas aumentaram nominalmente em 1,3%. Ajustadas por efeitos cambiais e atividades de M&A, as vendas cresceram organicamente cerca de 6% e, portanto, superaram o mercado. As Divisões de Tecnologia de Veículos Comerciais alcançaram mais 12%, Tecnologia Industrial mais 13%, e registaram, particularmente, um crescimento orgânico de vendas acima da média.

O EBIT ajustado de 2.1 mil milhões de euros – ano anterior 2,3 mil milhões de euros – é substancialmente influenciado pelo aumento de investimento com I&D, aumento dos preços dos materiais, efeitos adversos de taxas de câmbio e pelo enfraquecimento do ambiente de mercado. A margem EBIT ajustada foi de 5,6%. O fluxo de caixa livre ajustado para aquisições e vendas corporativas foi de 0,9 mil milhões de euros. A ZF continuou a reduzir os seus passivos decorrentes da aquisição da TRW.

Número de colaboradores

Em 31 de dezembro de 2018, a ZF empregava 148.969 colaboradores em todo o mundo – ano anterior 146.148. Novas posições foram criadas como consequência da expansão das aptidões, especialmente nas áreas de condução autónoma e eletromobilidade, principalmente nas regiões da América do Norte e Ásia-Pacífico. No mundo, mais de 17.000 colaboradores estão a trabalhar em projetos de I&D.

Mercado

Incertezas contínuas no desenvolvimento político e económico de muitos países, assim como as novas estruturas regulatórias para a legislação de emissões continuam a criar um ambiente tenso e desafiador em todo o mundo. Considerando o desenvolvimento esperado do mercado e assumindo taxas de câmbio constantes, a ZF espera que as vendas do Grupo em 2019 estejam entre 37 e 38 mil milhões de euros. A ZF pretende atingir uma margem EBIT ajustada entre 5,0% e 5,5%, assim como um fluxo de caixa livre ajustado para aquisições corporativas e vendas de cerca de 1 mil milhões de euros.

Nº de visitas: 33 ~ Visto Hoje: 1
Tags:

Deixe uma resposta

Contactos

Estrada de Polima. Centro Industrial da Abóboda nº 1007 2º andar, escritório I. 2785-543 São Domingos de Rana

+351 21 806 89 49

geral@posvenda.pt

siga-nos

Voltar para Topo
Shares
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com