Ver todas

Back

Redes oficinais: Reestruturação em curso

18 Outubro, 2021
276 Visualizações

As redes de oficinas independentes para a manutenção e reparação de veículos pesados estão a crescer. Não tanto no número de redes mas no número de oficinas em cada rede, existindo ainda muito espaço para o crescimento de ambas.

TEXTO PAULO HOMEM

As redes de oficinas independentes estão a proliferar em Portugal no que diz respeito à manutenção e reparação de veículos ligeiros. Nos pesados a realidade é, a diversos níveis, bem diferente.

Neste momento existem quatro redes de oficinas independentes no setor dos veículos pesados mas, na realidade, apenas duas delas estão estruturadas, outra delas tem o seu desenvolvimento suspenso (apesar de ter sido oficialmente apresentada em 2019) e outra está em reformulação (mesmo tendo mais de uma dezena de oficinas) e, como tal, estas duas decidiram não marcar presença neste trabalho.

Estima-se que o universo de oficinas independentes de pesados em Portugal não chegue às duas centenas. As restantes oficinas existentes são, por um lado, as que estão ligadas ao após-venda oficial das marcas de pesados (sendo que algumas delas já integraram uma dessas duas redes de pesados) e, por outro, são as que pertencem aos próprios transportadores, sendo que nesta se situa uma fatia significativa do negócio pós-venda independente, talvez mais de 50%, e que não está (nem estará) associada a qualquer rede oficinal. Aliás, é nas oficinas dos transportadores que se podem encontrar as maiores oficinas independentes de pesados que operam em Portugal, sendo estas as maiores consumidoras de peças, pneus, lubrificantes, etc.

Voltando às redes de oficinas de pesados, o universo é atualmente preenchido pela Top Truck, promovida pelo Grupo Nors, sendo de longe a que está há mais anos no mercado, tendo sido a pioneira do conceito neste setor e que por isso já consolidou a sua presença em Portugal. A mais recente é a Alltrucks, que tal como a sua concorrente no mercado, teve o seu conceito desenvolvido no estrangeiro, tendo depois sido introduzido em diversos mercados europeus, incluindo o português.

Com origens muito distintas entre si, a rede Top Truck nasce no seio do negócio de peças, enquanto a Alltrucks tem a sua base em três dos mais importantes operadores do setor de pesados, que têm os seus sistemas (e peças) incorporados na maioria dos veículos pesados que circulam nas nossas estradas.

A revista PÓS-VENDA PESADOS falou com ambos os responsáveis pelo desenvolvimento destas redes em Portugal, para perceber o estágio de desenvolvimento de cada uma.

Consulte aqui o artigo completo.

Artigo publicado na Revista Pós-Venda Pesados n.º 33 de abril/maio de 2021. Consulte aqui a edição.

PALAVRAS-CHAVE