Ver todas

Back

“Temos cada um dos sectores do pós-venda muito bem representados”, Emanuele Vicentini, Autopromotec

28 Abril, 2017
405 Visualizações

Um do salões de referencia do Pós-venda na Europa, a Autopromotec, tem se vindo a renovar edição após edição. Neste momento todos os sectores do pós-venda estão representados neste importante evento que decorrerá em Bolonha, que decorre entre os dias 24 e 28 de maio.

Agora em 27ª edição, a Autopromotec não nega as suas raízes, já que na sua assinatura se pode continuar a ler que se trata de um evento muito ligado aos equipamentos para oficina, mas também consta que é dedicado ao aftermarket.

Isto significa claramente a mudança que se tem vindo a operar neste certame, anteriormente muito dedicado aos equipamentos e aos pneus, mas que atualmente é um evento dedicado a todo o pós-venda, com muitos sectores representados (peças, pneus, equipamentos, ferramentas, serviços, componentes, entre outros).

Cerca de um quinto dos seus visitantes são internacionais (fora de Itália), sendo que 47 países estiveram representados na edição passada, o que também representa um crescimento face a edições anteriores, num certame que conta com mais de 1.000 expositores.

A revista PÓS-VENDA, que também marcará presença neste importante salão, falou com Emanuele Vicentini, Brand Manager da Autopromotec, sobre a edição de 2017.

 

Quais são os principais destaques da Autopromotec 2017, em comparação com a edição de 2015?
Em primeiro lugar, a Autopromotec registou um tremendo progresso, com a presença de importantes expositores internacionais, sendo justamente considerado como o principal evento europeu que junta todos os sectores do aftermarket debaixo do mesmo “tecto”: desde os pneus aos serviços auto e dos equipamentos às peças.

Interessa também referir alguns importantes aspetos da indústria do aftermarket: o sector das peças está em crescimento novamente; as oficinas de carroçaria estão de regresso; novos desafios se colocam na Indústria 4.0.

Para a edição deste ano existem também dados a reter. Por um lado, temos um novo seminário, bem como apresentamos um “Workhsop 4.0”.

O sector do pós-venda mudou muito nos dois últimos anos?
O tema “Internet of things” entrou de forma massiva neste mundo do pós-venda.

Isso influenciou a forma como este certame foi pensado para 2017?
Sim, provavelmente novos “atores” estejam a chegar a esta indústria do pós-venda.

Uma feira é sempre um local de negócios. O que foi feito para garantir valor acrescentado para ajudar as empresas expositoras a realizarem mais negócios?
Mais especialização, mais atenção aos produtos em exposição, novos acordos internacionais, mais compradores e, obviamente” a sensibilidade italiana.

Como é que digitalização do sector pode mudar uma feira como esta?
Se olharmos para o CES em Las Vegas, só para dar um exemplo, e ver como o sector automóvel entrou para aquele tipo de feira, percebe-se a importância deste certame em si nestes anos cada vez mais digitais.

Na Autopromotec 2017, os profissionais ficarão com um ideia do que será o sector daqui a alguns anos?
O futuro afetará a mobilidade de hoje, especialmente se falarmos das fontes de energia. Os híbridos e os carros elétricos vão entrar no mercado em força e isso vai afetar o próprio serviço pós-venda que deve estar pronto para esta grande mudança. É tudo uma questão de novos produtos, novas abordagens e formação constante para os profissionais do sector em todo o mundo.

Por falar em formação, o novo programa Autopromotec EDU 2017, está atualmente a ser desenvolvido e revelaremos o seu programa em breve. Podemos antecipar que o foco do IAM17, Encontro Internacional de Pós-Venda, no âmbito do Autopromotec EDU 2017, será feito um briefing global do sector.

O IAM 17, que terá lugar dia 25 de maio de 2017, no âmbito da sessões de seminários da Autopromotec EDU 2017, terá este ano no seguinte tema: “Soluções Móveis: Oportunidades e Desafios para o Mercado Automóvel”.

Vais haver muitas atividades paralelas?
A Autopromotec dará atenção a uma série de assuntos, através de diversos eventos, que permitem analisar o crescimento e as tendências do Pós-Venda, tendo sempre o foco no crescimento do negócio.

A inovação terá um lugar especial na Autopromotec?
Claramente sim!!! Investimos muito dinheiro e recursos para alcançar um resultado um objetivo, que é sermos capazes de mostrar como vai funcionar uma Oficina 4.0, na era dos carros conectados e equipamentos conectados.

A Autopromotec é ainda a feira de equipamentos do sector do pós-venda?
A Autopromotec representa acima de tudo uma seleção de feiras especializadas onde todos os participantes podem, graças à divisão por pavilhões sectoriais, planear visitas personalizadas com base nos seus interesses profissionais.

A nossa feira tem cada um dos sectores do pós-venda muito bem representados: equipamentos, peças, lavagem de carros, pneus, acessórios, incluíndo os mais avançados softwares e soluções de TIC.

Espera muitos visitantes de Portugal?
Esperamos mesmo muitos!!!

E expositores portugueses?
Estão presentes quatro empresas. Obviamente que o número de marcas portugueses é maior.

Quais os números da feira deste ano, neste momento?
Até meados de março, temos 1.167 expositores sendo que 36% são expositores internacionais. O crescimento é de 11%, estando os espaços todos praticamente vendidos. Em termos de área crescemos quase 10%.

O nosso foco nos últimos três meses tem sido na captação de visitantes, em especial nos visitantes internacionais.

Como poderá convencer os profissionais do pós-venda em Portugal a visitar a Autopromotec?
Se estão interessados no futuro do vosso negocio provavelmente deverá visitar esta feira. Como é muitos outros sectores, também o nosso mundo do pós-venda está a mudar muito rapidamente e o profissional terá que estar preparado para isso.

PALAVRAS-CHAVE