Ver todas

Back

Vendas automóveis com sinais contraditórios

1 Abril, 2021
338 Visualizações

Segundo dados fornecidos pela ACAP, de janeiro a março de 2021, foram matriculados em Portugal 31.039 veículos ligeiros de passageiros, ou seja -31,5% do que em igual período de 2020. Porém, se analisado o mês de março, as vendas subiram 29,8% do que em igual mês do ano anterior. Os veículos pesados tiveram um crescimento, mesmo comparando com 2019.

Durante o primeiro trimestre de 2021, foram colocados em circulação 39.310 novos veículos, o que representou uma diminuição homóloga de 25,7% face ao mesmo período de 2020. Em comparação com o período homólogo de 2019, o mercado registou uma queda de 43,5%.

A ACAP refere ainda que em março de 2021 foram matriculados pelos representantes oficiais de marca a operar em Portugal 16.099 veículos automóveis, ou seja, mais 29,8% do que em igual mês do ano anterior. Todavia, este resultado positivo e tal como seria de esperar, é enganador (diz a ACAP), tendo em conta o “efeito base”, uma vez que o mercado do mês homólogo de 2020 foi anormalmente baixo, refletindo o impacto da primeira vaga da pandemia. Assim, se efetuarmos a comparação com o mês de março de 2019 concluímos que o mercado cai, efetivamente, 43,6%.

Por categorias e tipos de veículos observou-se a seguinte evolução do número de unidades matriculadas no nosso país:

  1. Automóveis Ligeiros de Passageiros

No mês de março de 2021 foram matriculados em Portugal 12.699 automóveis ligeiros de passageiros novos, ou seja, mais 19,8% do que no mês homólogo do ano anterior, porém quando comparado com 2019 verifica-se uma queda de 49,0%.

De janeiro a março de 2021 as matrículas de veículos ligeiros de passageiros totalizaram 31.039 unidades, o que se traduziu numa variação negativa de 31,5% relativamente a período homólogo de 2020, e uma queda de 47,8% face a igual período do ano de 2019.

  1. Veículos Ligeiros de Mercadorias

O mercado de ligeiros de mercadorias registou, no terceiro mês de 2021, uma evolução positiva de 87,7% face ao mês homólogo do ano anterior, situando-se em 2.923 unidades matriculadas, contudo, e em comparação com o ano de 2019, registou-se uma queda de 8,4%.

Em termos acumulados, no primeiro trimestre de 2021, o mercado atingiu 7.062 unidades, o que representou um ligeiro aumento de 6,4% face ao período homólogo do ano anterior, mas uma queda de 19,1% quando comparado com o mesmo período de 2019.

  1. Veículos Pesados

Quanto ao mercado de veículos pesados, o qual engloba os tipos de passageiros e de mercadorias, em março de 2021 verificou-se um crescimento de 93,9% em relação ao mês homólogo do ano anterior, tendo sido comercializados 477 veículos desta categoria. Em comparação com o ano de 2019, o crescimento foi de apenas 3,5 por cento.

Em termos acumulados, no primeiro trimestre de 2021, foram matriculadas 1.209 unidades, o que representou um crescimento do mercado de 18,2% relativamente ao período homólogo de 2020 mas uma queda de 16,7% face ao mesmo período do ano de 2019.

PALAVRAS-CHAVE