Ver todas

Back

Personalidade do mês – Sofia Ribeiro e Luís Miguel Rodrigues, GALP

28 Setembro, 2022
253 Visualizações

A Galp não se limita apenas a vender lubrificantes, tendo uma posição relevante no mercado não só comercialmente mas também do ponto de vista da assistência técnica.

Gestão de produto, produção, laboratório, logística, assistência técnica pré-venda, equipas comerciais e assistência técnica após-venda. Poucas são as empresas que conseguem estar no mercado dos lubrificantes auto, neste caso de pesados, com todas as valências como as que a Galp apresenta. A juntar a tudo isso, a empresa nacional disponibiliza ainda uma gama muito alargada de lubrificantes para as mais diversas aplicações e uma rede de distribuidores muito consolidada. Sofia Ribeiro, responsável gestão de produtos da Galp, e Luís Miguel Rodrigues,responsável da área de transportes terrestres e distribuição da Galp, explicam a  posição da empresa na abordagem ao negócio de lubrificantes para veículos pesados.

Qual é a estratégia da Galp ao nível dos lubrificantes para veículos pesados em Portugal?
Luís Miguel Rodrigues: As empresas de transportes com frotas de veículos pesados, independentemente de terem uma lógica de atuação local, nacional ou internacional, necessitam de um parceiro que possua os produtos, serviços e conhecimento necessários para que a sua frota possa operar de forma eficiente e otimizada, minimizando os tempos de paragem não planeados, os quais aumentam os custos e põem em causa a atividade dessas empresas. A GALP possuiu uma “Cadeia de Valor Integrada de Lubrificantes”, gerando confiança e dando apoio ao cliente em todas as áreas, como o desenvolvimento, gestão de produto, produção, laboratório, logística, assistência técnica pré-venda, equipas comerciais e assistência técnica após-venda. Em termos estratégicos, os lubrificantes para veículos pesados têm um destaque especial na linha de lubrificantes Galp.

Qual a importância do negócio de lubrificantes de pesados para a Galp?
Sofia Ribeiro: A linha de Lubrificantes Galp tem uma gama de lubrificantes muito alargada e que cobre as exigências e as especificações de diversos tipos de aplicações. Em termos do ramo Auto, a gama de lubrificantes dedicada aos veículos pesados, inclui diversos tipos de produtos destinados à lubrificação do motor, transmissões e diferenciais, e outros equipamentos inerentes ao funcionamento destes veículos. Representam uma parcela muito significativa da totalidade de vendas de lubrificantes.

De que forma estão a dinamizar o negócio de lubrificantes para pesados? Estão
a fazê-lo através de distribuidores (de lubrificantes) ou a fazê-lo diretamente às
frotas e às oficinas?
Luís Miguel Rodrigues: A Galp atua em diversos canais de comercialização com atuação direta junto dos clientes finais, mas também através de uma importante rede de distribuidores.

Qual destas formas de distribuição é mais importante para a Galp e em qual estão
mais focados?
Luís Miguel Rodrigues: Todos os canais de comercialização são importantes para a Galp. Estamos no mercado com uma oferta integrada e robusta de vários tipos de produtos e serviços, através de diversos canais de distribuição, que se completam e que garantem uma cobertura de todo o mercado.

Qual a dimensão da rede de distribuidores? Existem alguma novidades ao nível da rede de distribuição?

Luís Miguel Rodrigues: A Galp tem uma rede robusta de distribuidores com forte presença em todo o mercado Ibérico. Os distribuidores constituem uma peça chave na cadeia de valor dos Lubrificantes na medida em que garantem capilaridade e conhecem de forma profunda a realidade dos diversos sectores de atividade e os clientes finais.

Que outras formas de distribuição tem a Galp para fazer chegar os seus lubrificantes
de pesados ao mercado? Existe revenda através dos operadores de peças (por exemplo)?
Luís Miguel Rodrigues: Conforme já referido, a Galp está presente no mercado quer diretamente quer através de distribuidores. Temos também presença nos operadores de peças.

Para além da questão comercial, que apoio dão à vossa rede de distribuidores
em matéria de lubrificantes de pesados?
Luís Miguel Rodrigues: Os distribuidores Galp são parceiros muito importantes e que reforçam a presença dos nossos produtos no mercado. Têm o apoio das diversas equipas Galp, nomeadamente da força comercial e da assistência técnica. A assistência técnica Galp é, aliás, um fator diferenciador, de grande relevância e muito valorizado por todos os nossos clientes e parceiros.

Existe alguma abordagem específica para as frotas de pesados de maior dimensão? É feito algum acompanhamento à performance dos lubrificantes nas frotas? De que forma é feito?
Luís Miguel Rodrigues: Para além de todo o apoio prestado pela força comercial, a Galp disponibiliza serviços de assessoria técnica que garantem o necessário suporte técnico, preconização de produtos e acompanhamento de lubrificantes em serviço. Em específico para as frotas de viaturas pesadas, é fundamental o acompanhamento de lubrificantes em serviço, pois permite, para além da monitorização da condição do lubrificante, monitorizar as condições de operação dos veículos e atuar preventivamente na manutenção das viaturas. Este acompanhamento é fundamental para reduzir custos na gestão da frota. Este fator técnico é, por conseguinte, fundamental para o Total Cost of Ownership dos clientes frotistas, na medida em que as paragens não planeadas afetam, de forma muito significativa, a sua atividade.

Os lubrificantes Galp são primeiro enchimento em alguma marca de pesados?
Sofia Ribeiro: A Galp não faz nenhum primeiro enchimento de motores de veículos pesados. Mas destaco que a linha Galp tem aprovações formais das principais marcas de construtores que comprovam a elevada performance dos Lubrificantes Galp.

Quais foram as mais recentes novidades lançadas no mercado em matéria de lubrificantes
de pesados?
Sofia Ribeiro:A Galp lançou recentemente no mercado dois novos produtos destinados a veículos pesados. Uma das novidades é o Galp Galáxia Ultra Tron 10W40, que é um Lubrificante sintético, do tipo UHPD (Ultra High Performance Diesel Oil) destinado à lubrificação de motores diesel de elevada potência, de aspiração natural ou turbo alimentados, especialmente desenvolvido para cumprir os exigentes requisitos da especificação SCANIA LDF-3, tornando-o adequado para os motores mais recentes da SCANIA do tipo EURO VI.
Diga-se que é um lubrificante particularmente adequado para intervalos de muda de óleo muito alargados (Long Drain), até 120.000 km, dependendo das condições de operação e recomendações do construtor. A segunda novidade é o Galp Galáxia Ultra Prime 10W40 que é um Lubrificante sintético, especialmente recomendado para a lubrificação de motores diesel de elevada potência, de aspiração natural ou turbo alimentados, EURO V e EURO VI, operando nas mais severas condições de utilização, em particular quando sujeitos a intervalos de muda de óleo muito alargados (Long Drain). Para além de cumprir os requisitos das especificações low SAPS (ACEA E6/E9; MB 228.51; MAN 3477, entre outras), é igualmente adequado a motores que requeiram a performance ACEA E7 (full-SAPS). Pelo leque alargado de aplicações onde pode ser utilizado, este produto é especialmente adequado para clientes com frotas, possibilitando assim reduzir o número de produtos necessários e ajudando numa otimização de stocks e minimização de erros por utilização incorreta de produto.

Estão previstas outras novidades para breve ao nível dos lubrificantes?
Sofia Ribeiro: A Galp acompanha a evolução tecnológica dos equipamentos e adequa constantemente a linha de lubrificantes de forma a garantir a total adequação às especificações e requisitos dos construtores de veículos pesados. É natural que, no decurso do 2º semestre, surja o lançamento de novos produtos.

Qual é a extensão da gama de lubrificantes Galp para veículos pesados? Existem lubrificantes para todo o tipo de veículos pesados? Os lubrificantes Galp para pesados
cumprem todas as especificações recomendadas pelas marcas de pesados?
Sofia Ribeiro: A Galp tem uma gama de lubrificantes muito alargada, tecnologicamente avançada e que cobre as exigências e as especificações mais recentes do mercado. Os nossos produtos foram sujeitos aos exigentes testes dos construtores de equipamentos e dispõem de aprovações formais dos OEM´s (Original Equipment Manufacturers), que comprovam e reconhecem a elevada performance e qualidade dos lubrificantes Galp.

Quais são os pontos fortes dos lubrificantes Galp neste mercado?
Sofia Ribeiro: Como referimos anteriormente, a Galp possui a cadeia de valor integrada, gerando confiança e dando apoio ao cliente através do trabalho conjunto das suas equipas de desenvolvimento, gestão de produto, produção, laboratório, logística, assistência técnica pré venda, equipas comerciais e assistência técnica após-venda. Toda esta organização, que garante a proximidade ao cliente, e também a qualidade dos produtos e dos serviços, são pontos fortes dos Lubrificantes Galp.

Para além dos lubrificantes, que outros produtos de lubrificação a Galp disponibiliza para o mercado de veículos pesados?
Sofia Ribeiro: Para a lubrificação e proteção dos restantes componentes dos veículos pesados, a Galp dispõe ainda de outras gamas de Lubrificantes, das quais destacamos as seguintes:
– Galp Transvex TDL, Galp Transoil / Transoil HP para Transmissões Manuais;
– Galp Transmatic para Transmissões Automáticas;
– Galp Care Anticongelante Premium para sistemas de refrigeração;
– Galp Expert Trávia – Fluídos de Travões para os sistemas de travagem;
– Galp Belona, Galp Belona Plex, Galp Sygma Plex: Massas Lubrificantes.
Qual a análise do mercado de lubrificantes auto (pesados) em Portugal?
Sofia Ribeiro: Em Portugal, o mercado de lubrificantes auto para veículos pesados tem uma dimensão muito relevante (em 2020 correspondeu a aproximadamente 19% do mercado APETRO), é desafiante e competitivo e com um número muito elevado de operadores. A linha de lubrificantes Galp destinada a veículos pesados, da qual destacamos a gama Galp Galáxia, tem uma forte presença e uma imagem sólida no mercado, fruto da sua elevada qualidade, performance e aprovações conferidas pelas diversas marcas de construtores.

Artigo publicado na Revista Pós-Venda Pesados n.º 35 de agosto/setembro de 2021. Consulte aqui a edição.

PALAVRAS-CHAVE