Ver todas

Back

BASF defende certificação de sustentabilidade no setor da repintura auto

12 Fevereiro, 2024
333 Visualizações

A BASF está a debater com parceiros, incluindo associações industriais, seguradoras, fornecedores de mão de obra, operadores de frota, de leasing e oficinas, para estabelecer um padrão de certificação global na indústria de repintura e gerir a necessidade crescente de sustentabilidade no setor.

Para isso, a BASF indica que é necessário criar um padrão uniforme baseado em critérios comprovados. Os critérios fornecerão orientação às oficinas sobre como ser mais sustentáveis ​​e também os ajudarão a preparar-se para requisitos legais crescentes, como a comunicação de emissões de CO2.

Em 2023, tiveram lugar os primeiros diálogos sobre os critérios para uma norma de sustentabilidade independente para toda a indústria com as partes interessadas relevantes. A norma baseia-se num catálogo de critérios quantitativos e qualitativos das áreas da ecologia, economia e assuntos sociais. Com base nestes critérios, será avaliado o nível de sustentabilidade da oficina. Aspectos como a redução das emissões de CO2, a gestão eficiente e rentável de resíduos e recursos durante o processo de reparação automóvel e a criação de valor económico e social são considerados para garantir que as oficinas se possam posicionar com sucesso a longo prazo. A BASF já começou a testar estes critérios com oficinas piloto na Alemanha.

Em fevereiro de 2024, as partes interessadas relevantes da indústria reunir-se-ão num evento na TÜV Rheinland em Colónia, Alemanha. O objetivo é chegar a acordo sobre uma abordagem conjunta que funcione para todos os intervenientes da indústria. O ponto de partida é o mercado alemão com o objetivo de estender o padrão à Europa e finalmente atingir uma dimensão global.

Ao mesmo tempo, a BASF Coatings irá testar critérios de sustentabilidade como parte da sua solução de negócios digital “Body Shop BOOST” com clientes e parceiros nos países piloto da Suíça e da Áustria. O objetivo do projeto piloto é mostrar a situação atual das oficinas em termos do seu nível de sustentabilidade e fornecer informações para desenvolver e refinar ainda mais os critérios do padrão de sustentabilidade planeado.

PALAVRAS-CHAVE