Ver todas

Back

Usados: stock de carros abaixo dos 20 mil euros continua a baixar

9 Novembro, 2021
443 Visualizações

O Standvirtual apresentou o seu habitual barómetro do mercado automóvel, em parceria com a ACAP. Uma das conclusões foi a contínua redução do stock de carros entre os 10-20 mil euros (cerca de 41% do share de anúncios) e até 10 mil euros (cerca de 21%).

O evento online contou com o contributo de Nuno Roldão (Administrador da Lubrigaz), Nuno Carvalho (CFO da Brincar Automóveis), Rui Ferreira (Chefe de vendas da Nasamotor), António Cavaco (Diretor Económico Estatístico da ACAP), além de Daniel Rocha (Diretor de Estudos e Planeamento do Standvirtual), Pedro Soares (Diretor Comercial do Standvirtual) e Nuno C. Branco (Diretor Geral do Standvirtual).

O webinar teve como principal objetivo divulgar os números e analisar alguns dos temas mais relevantes do mercado automóvel, como a crise dos combustíveis, digitalização, compra online e veículos elétricos.

Rui Ferreira, Chefe de vendas da Nasamotor, refere que “a digitalização do negócio foi um pilar fundamental para a Nasamotor, que começou no âmbito das viaturas usadas por ser um mercado mais rápido. A pandemia exigiu aos concessionários e aos modelos de negócio ferramentas que nós já tínhamos em funcionamento e é fácil constatar as mais-valias. Conseguimos demonstrar à estrutura que o caminho devia ser este. Temos uma fatia grande de clientes que nos visita porque nos viu nas plataformas digitais”.

Nuno Carvalho, CFO da Brincar Automóveis, focou por seu lado a importação. “Deve-se nivelar esta questão, não sermos só importadores, mas também exportadores”. Sobre o aumento do interesse em elétricos, híbridos e plug-in, refere que foi importante “o melhoramento das autonomias das marcas e da rede, cada vez mais extensa. Mas a maior parte de clientes são empresas, devido aos incentivos fiscais. Deveria haver equidade entre particulares e empresas. Deveria também haver uma estandardização das informações passadas pelas marcas” sobre elétricos, para ajudar as pessoas a comparar.

Já sobre o preço dos combustíveis, Nuno Roldão, Administrador da Lubrigaz, menciona que “temos muitas encomendas colocadas por pessoas preocupadas com essa questão”. Quando à eletrificação, “é um caminho irreversível. O automóvel é responsável por 4% das emissões de CO2 do planeta e os elétricos são a solução. Mas a componente fiscal é essencial para o sucesso e os custos de produção dos elétricos são superiores aos dos carros de motor a combustão. O preço é importante na aquisição, mas com a escala o valor deverá baixar e há metas para os fabricantes”. “O conhecimento de quem está a vender também é muito importante”, acrescenta.

O Diretor Comercial do Standvirtual, Pedro Soares, refere ainda que “vamos começar a criar conteúdos para o utilizador no sentido de desmistificar a utilização do elétrico”, abordando várias questões como a extensão da rede de carregamento ou a adaptação ao primeiro elétrico. “Pretendemos também estender a audiência dos elétricos na secção de carros novos no Standvirtual”. Sobre a venda online, reforça também a constante necessidade de atualização das funcionalidades do processo.

Para assistir a todo o evento basta visitar Barómetro do Mercado Automóvel – Outubro 2021 – YouTube.

PALAVRAS-CHAVE