Ver todas

Back

“Para a nossa empresa foi um êxito total”, José Morgado, Domingos & Morgado

21 Outubro, 2021
289 Visualizações

A Domingos & Morgado levou ao Expomecânica algumas novidades absolutas nunca antes vistas em Portugal. Uma das boas novidades foi o sistema de receção ativa da Tire Reader da representada John Bean, como explica José Morgado neste balanço a esta feira.

Qual o balanço da presença da vossa empresa no Expomecânica?
Para a Domingos & Morgado foi um êxito total, sobretudo porque depois de todo este tempo parados, e uma crise pandémica brutal e tão longa, não tínhamos a mínima expectativa da quantidade de pessoas que nos visitaram.
Depois foi a qualidade dos visitantes, isto é: quase a 100% o tipo de cliente que visitou o nosso stand foram profissionais interessados e com vontade de estudarem propostas para investirem, o mais breve possível.

Qual foi o principal destaque, em termos de produtos e/ou serviços, que apresentam neste salão?
Este ano, reduzimos ao espaço do stand, não só por uma questão de gestão de custos mas também porque queríamos colocar em exposição, exclusivamente equipamento exclusivo e nunca apresentado no mercado e mesmo no caso da nossa máquina de alinhar direções V 3300, foi uma apresentação com exclusividade Europeia.
Com efeito a máquina V 3300, que já se comercializa nos Estados Unidos, há 3 anos, veio pela primeira vez para a Europa no final do mês de Setembro e foi apresentada em feira pela primeira vez na Expomecânica.
Também numa novidade única apresentamos o Sistema de Receção Ativa da Tire Reader da John Bean, que se destina à receção das viaturas na oficina e funciona como um impulsionador da venda de produtos e serviços, visto que numa só passagem da viatura o proprietário da oficina pode oferecer um relatório sobre o estado da sua viatura ao nível dos pneus e da direção, ajudando-o a potenciar as vendas da sua oficina em mais produto e mais serviços.
Por último, e não menos importante, levamos a nossa máquina de alinhar direções V 2380 com Kit de Mobilidade, que sendo uma máquina que já estamos a comercializar desde Abril deste ano, foi possível apresenta-lo aos visitantes com o evento do Expomecânica.

Qual a vossa opinião sobre o regresso deste tipo de eventos e em concreto da Expomecânica?
A nossa opinião só pode ser a de continuarem a fazer este tipo de evento, mas com uma periodicidade de 2 em 2 anos. Esta é a nossa opinião desde há algum tempo, e não por motivos do que sucedeu com esta pandemia, de resto suponho que esta é também a decisão de Kikai Eventos, realizadora do Expomecânica.

 

PALAVRAS-CHAVE